NoEDC.jpg
Buscar
  • Gisele Alvares Gonçalves

Legacies - S3E16

Olá, vampirinhos e bruxinhas do meu coração… Tudo bem com vocês? Gente, eu estou nas nuvens aqui com esse episódio, maravilhada com cada detalhe dele! Afinal, como seria diferente, depois de ver o Clarke brilhando como somente ele sabe brilhar? E o meu Holarke está vivo, Senhor… Glória, aleluia! Por um momento eu achei que não seria mais possível, mas ainda bem que os roteiristas perceberam o seu erro e estão prestes a consertá-lo. Vamos ter triângulo amoroso sim, e vamos ter bad boy x good boy de novo, como era quando o Damon e o Stefan disputavam a Elena. Amo demais e não nego, e quanto mais parecida com a vibe de The Vampire Diaries ficar, mais eu vou amar Legacies e esse novo plot romântico.



Não sei se vocês notaram, mas a Hope fica muito mais leve quando está com o Clarke, ela chega até mesmo a fazer uma piada! Ela consegue ser mais natural, mais… Segura, como se não tivesse medo de perdê-lo ao mostrar seu lado mais sarcástico, ou obscuro. É por isso que eu prefiro essa dinâmica a Handon! Não me entendam mal, eu não tenho nada contra a intensidade com que a Hope ama o Landon, mas incomoda o fato que ela está sempre com medo de perdê-lo, como se ele fosse um brinquedo, ou outra posse qualquer dela. Eu gosto desta relação mais em igual pé que ela tem com o Clarke, afinal… Ele a surpreende, ele a transforma, bem como acontecia em Delena. Uma inimizade que se desenvolve para a amizade, e que pode chegar ao amor, não sem muita luta interna para que isso não aconteça.


Não sei se cheguei a falar em minhas resenhas anteriores, mas eu não gosto de casais que possuem apenas desafios externos. Sabe aquele ship em que os dois parecem ser perfeitos um para o outro, mas aí vem um vilão e tenta separar eles? Ou os pombinhos não podem ficar juntos por questões sociais? Pois é, isto é mais ou menos o que acontece em Handon, afinal eles se amam e não possuem nenhuma dúvida disso, mas o fator genético é o que atrapalha os dois. Além disso, temos as constantes mortes e perdas de memória impedindo que eles fiquem juntos, mas se todos estes entraves fossem retirados, tudo o que teríamos seriam beijos e mais beijos pelo resto da vida deles. Se Holarke acontecesse, no entanto, a Hope lutaria contra este sentimento, e não por algum fator externo, mas sim porque ela não acredita que o Clarke possa fazer ela feliz. Mesmo sem impedimentos genéticos, mortes e afins, mesmo que o mundo fosse perfeito e nada pudesse separá-los, é a própria personalidade do Clarke que assusta a Hope, e sempre assustará. Isso, para mim, é muito mais eletrizante do que qualquer outro elemento romântico em uma história, pois querer reprimir uma paixão e perder a luta é algo muito poderoso, e talvez o que existe de mais verdadeiro em uma história de amor.


Enfim, chega de falar do meu casalzinho lindo e perfeito… Vamos falar de Lizzie e Ethan, o outro ship que surgiu neste episódio, mas que certamente não supera Sizzie. Aliás, acho que nada nesta vida vai superar Sizzie! Jesus, cadê o meu Sebastian gostoso de volta? Se o Clarke voltou, ele podia voltar também, não é mesmo? E já aproveita e acrescenta a Penelope no pacote, pois aí sim teríamos todos os melhores ships de Legacies de volta! Ah, eu choro em pensar que nunca mais teremos estes personagens na série, e que as duas únicas opções da Lizzie sejam M.G. e Ethan no presente momento. Bom, mas ao menos o Ethan é levemente mais interessante que o M.G., não é mesmo? Dos males o menor, afinal ao menos ele tem cara de quem tem boa pegada. Eu sei, o M.G. é fofo e tal, mas aquela carinha de bebê dele não me convence que ele seria um ship interessante para ninguém, a não ser a Alicia. Ah, é verdade! Acrescenta ela também no pacote dos personagens que devem voltar para a série!



E aí, o que você achou do episódio? Também está empolgado com Holarke, ou você é do time Landon? E quanto à Lizzie, shippou ela com o Ethan? Deixe seu comentário abaixo, estou ansiosa para conversar com vocês? Até lá, deixo um beijo e um queijo para todos, e uma vontade imensa de que possamos nos encontrar em outras resenhas aqui no site. Até a próxima!