NoEDC.jpg
Buscar
  • Angers Moorse

Liga da Justiça: as duas faces (muito distintas) da mesma moeda (Zack Snyder x Joss Whedon)



Salve, salve, galera! Quem acompanhou o evento DC FanDome 2020 e leu nossa matéria sobre ele, ficou ainda mais ansioso pela nova versão de Liga da Justiça, na visão de seu diretor original, Zack Snyder. O Snyder Cut vêm sendo um dos assuntos mais comentados e discutidos no mundo nerd nos últimos meses, e as discussões só aumentaram depois do lançamento do primeiro teaser (que, na verdade, foi quase um trailer) do filme.


Com a saída de Znyder da direção do filme, Joss Whedon acabou assumindo o abacaxi. E, com a chegada dele, uma verdadeira ceifa foi realizada no material que Znyder já havia gravado. O resultado final, todos nós sabemos (e não curtimos): um filme apático, cheio de piadinhas sem nexo, com visuais de CGI muito toscos e várias falhas de roteiro.


Nem mesmo o elenco de ponta foi capaz de salvar a honra do filme. Warner e Whedon conseguiram transformar aquele que poderia ser um verdadeiro blockbuster e o início de uma nova fase para a DC em um dos mais fortes concorrentes do Framboesa de Ouro. Mas, para tudo nessa vida, há sempre uma salvação.


Após diversas polêmicas envolvendo o diretor Whedon e parte do elenco, que o chamavam de “psicótico, maluco e instável”, os reais motivos da saída de Snyder da direção - o suicídio da filha -, os milhares de pedidos e a petição pública Release the Snyder Cut e de forte pressão de crítica e público em cima da Warner, o jogo virou. Snyder tinha não somente um ás na manga, mas, sim, um Royal Straight Flush na cartola!


Depois do que vimos no teaser lançado no DC FanDome, quem ainda defendia a versão de Whedon (eu fui um deles quando o filme saiu nos cinemas, admito) precisou rever os conceitos. O que vimos no teaser do Snyder Cut de Liga da Justiça é o que todos nós queríamos ter visto: o verdadeiro filme, a verdadeira essência da Liga da Justiça!


Aí, você deve estar se perguntando neste momento: é tão diferente assim? Pensando nisso, trazemos a você, a partir de agora, uma análise das principais diferenças vistas (e sentidas), comparando o que foi mostrado no teaser (ou trailer, se assim preferir) do Snyder Cut e no filme de Joss Whedon. Sem mais delongas, vamos à análise.



Flash


Um dos erros mais fatais da versão de Whedon, para mim. A diferença mais empolgante do novo trailer é ver o Flash que eu sempre quis ver nos cinemas, não aquela versão abobalhada do primeiro filme. Finalmente, poderemos ver a Speed Force em ação, além das viagens no tempo, interagindo com outros personagens das diversas linhas temporais.


Segundo Znyder, em entrevista de 2016, no filme Batman vs Superman: A Origem da Justiça, na cena em que Flash aparece para Bruce Wayne avisando sobre Lois Lane, aquela seria uma versão alternativa do herói, causada pela Speed Force, que daria a notícia ao homem-morcego, logo após seu pesadelo. Esse aviso seria importantíssimo nos desdobramentos do eventual filme Liga da Justiça 2, principalmente nos motivos que levariam Batman a tentar trazer Superman de volta à vida.


Esse essencial detalhe foi deixado de lado na versão de Whedon e fez muita falta. Outra cena envolvendo Flash/Barry Allen e que foi cortada foi a cena na qual ele usa seus poderes pela primeira vez para salvar Iris West, seu interesse amoroso na trama. Além disso, Snyder prometeu mostrar um poder inédito de Flash em sua versão… seria o soco de massa infinita???


Tivemos um pequeno vislumbre do herói mais rápido da DC no teaser e, pelo que vi, já deu para ficar pra lá de feliz! Só o fato de mostrar Barry Allen em tom mais sério e menos cômico, a Speed Force e a relação com Iris, já fico com o hype nas alturas!



Batman


Nosso homem-morcego está, agora, em sua versão mais casca-grossa, parando ataques de parademônios no braço! Na versão de Whedon, Batman meio que foi ignorado e tratado como apenas mais um herói no grupo. Bruce Wayne, por sua vez, apareceu apenas como um playboy rico metido a piadista.


Na versão de Snyder, Bruce soa muito mais sério e Batman meio que se coloca como o personagem central, que irá inflar os corações dos companheiros para lutarem até o final (destaque para o take da foto… ficou animal!). Outro ponto importantíssimo e totalmente descartado na versão de Whedon foram os pesadelos de Batman em Batman vs Superman: A Origem da Justiça.


Nos pesadelos, Batman vê Metropolis totalmente destruída, incluindo a sede da Liga da Justiça. Ainda, Batman teria visto sua própria morte pelas mãos de Darkseid em uma das viagens ao passado feitas pelo herói. As próprias motivações de Batman querer trazer Superman de volta à vida serão apresentadas e explicadas no Snyder Cut. Aliás, esse foi um dos maiores erros da versão de Whedon.


Superman


Você pode até pensar que as únicas diferenças entre as duas versões ficam no uniforme e no CGI mas, não se enganem… tem mais coisa. O uniforme preto de Superman tem relação com os pesadelos de Batman, e quem leu as HQs do herói já vai se ligar no que isso significa.


Em Morte do Superman, o herói retorna do mundo dos mortos com seu uniforme preto… e já chega tocando o terror geral. Batman, ciente do que pode acontecer caso Superman mude de lado, vê-se obrigado a trazer o herói de volta à vida antes de Steppenwolf e Darkseid.


Falando sobre o CGI, Superman é o personagem no qual essa diferença fica ainda mais gritante. Aquele Clark Kent bochechudo e com cara de quem usou botox da versão de Whedon dá lugar a feições bem mais humanizadas, com mais detalhes e muito mais cuidadas.


Outra presença ilustre na versão de Snyder é sua mãe, Martha Kent, em uma cena na qual Clark, Lois e Martha aparecem abraçados… Na versão de Whedon, essa cena foi cortada e somente apareceram Clark e Lois… custava terem deixado a cena dele com a mãe???


Pelo espanto das duas, fica claro que nenhuma delas tinha ideia que Clark voltaria à vida, principalmente, Lois que, na versão de Whedon, foi colocada como “arma secreta” de Batman para controlar e acalmar Superman. Essa foi a segunda pior bizarrice da versão de Whedon… por favor!



Mulher-Maravilha


Que ela é poderosa, maravilhosa e espetacular, todos nós já sabemos. Mas acho que esqueceram de avisar o Whedon disso, pois não soube explorar direito nem a heroína, nem a personagem Diana.


Ao que deu a entender, a versão de Snyder trará maior ênfase tanto à Mulher-Maravilha quanto à Diana, deixando claro que ela é um símbolo de esperança. Além disso, a nova versão trará maior ênfase às Amazonas, principalmente durante as batalhas na defesa das Caixas Maternas.


Um ponto que não apareceu nesse primeiro teaser mas que, acredito, estará presente na trama será a relação entre Amazonas e Atlantes. Nos quadrinhos, há essa disputa bastante acirrada entre os dois povos, que acabam unindo forças quando um inimigo em comum surge.


Uma cena bastante esperada é a luta entre Mulher-Maravilha e Steppenwolf, na qual a amazona arrancará a cabeça do vilão. Se realmente acontecer, será de jogar o pote de pipoca para cima e acordar a vizinhança com os gritos! Ah, Gal Gadot é maravilhosa… impossível não se apaixonar por aquele sorriso!



Aquaman


À primeira vista, parece que não há muitas mudanças no personagem, mas dá para captar que os ares (ou as águas) mudaram para nosso herói atlante... o ar dele está mais sério na nova versão.


Uma aparição interessante no Snyder Cut é a inclusão de Mera na trama. Não se sabe qual a relevância dela ou, até mesmo, de Vulko no longa (há rumores de que ele estará no filme e terá grande importância para Aquaman). De qualquer forma, a simples presença de Mera dá a entender que vai rolar treta entre amazonas e atlantes, uma vez que isso já ocorreu nas HQs.


Além disso, o herói terá outro tipo de conexão com Batman e será menos piadista. A única certeza e semelhança entre as duas versões é que as fãs verão Jason Momoa sem camisa e exibindo a musculatura… mulherada foi ao delírio na sala do cinema nessa cena e terá um replay na nova versão (hehehe)!



Ciborgue


Se o humor foi o tom preponderante da versão de Whedon, no Snyder Cut a pegada é outra. E é, principalmente, com o personagem Ciborgue que as coisas ficam mais evidentes (esqueça aquela piadinha de “não sinto minhas pernas”).


Aqui, veremos a história por trás do herói, com Victor Stone sendo atleta de futebol americano, o apoio da mãe e a relação conturbada com o pai. Provavelmente, a mãe de Victor será uma das muitas vítimas de Steppenwolf ou Darkseid na trama.


O acidente que o tornou em um humanóide também será abordado na versão de Snyder, assim como a perda do último vínculo de Victor com a humanidade, qual seja, o próprio pai. Inclusive, a cena da morte dele é vista no teaser e chocou a quem assistiu… por essa, ninguém esperava!


Segundo Zack Snyder, Ciborgue será “o coração da Liga da Justiça” e terá, assim como Flash, maior importância e relevância na trama. Ou seja, a maior besteira (ai, que vontade que me deu de falar um palavrão agora!) da versão de Whedon que será corrigida no Snyder Cut… Aleluia!



Rei Atlan (ou Poseidon???)


Se tem o Rei Atlan na jogada, pode saber que vai rolar pega entre amazonas e atlantes… ao menos, é o que se espera dessa aparição surpresa no teaser. O soberano de Atlântida não apareceria sem um bom motivo.


Na versão de Whedon, uma das três Caixas Maternas ficava sob a guarda dos atlantes - as outras duas ficavam com as Amazonas e os humanos, respectivamente - e foi roubada por Steppenwolf. Essa parte da trama achei que ficou bacana na primeira versão (finalmente, alguma coisa que eu realmente gostei!), mas não se sabe se no Snyder Cut as coisas serão iguais.


Há, ainda, uma possibilidade do personagem ser o próprio Poseidon. Só sei que vai rolar treta da grossa por causa da presença do Rei Atlan na peleia (ou Poseidon, quem sabe!?!).



Caçador de Marte (???)


Na versão de Whedon, o encontro de Martha Kent e Lois Lane deu-se na redação do Planeta Diário. No Snyder Cut, é na casa de Lois. Maaaas algo errado pode não estar certo… será?


Segundo teorias que rolam por aí, a Martha que visita Lois não seria a mãe do Superman (Clark Kent), mas, sim, o Caçador de Marte disfarçado (WTH!?!). No final da visita, Martha voltaria a aparecer como o Caçador de Marte e, mais tarde, como General Swanwick (quem assistiu aos filmes O Homem de Aço e Batman vs Superman: A Origem da Justiça vai lembrar dele).


A presença do Caçador de Marte na trama já era cogitada nos bastidores, ainda mais depois que o próprio Zack Snyder revelou um storyboard do filme que retratava essa cena. E qual a importância desse personagem na trama? Ele explicaria o slogan “Una os Sete”, usada no início do projeto, pois o Caçador de Marte seria o sétimo integrante da Liga da Justiça. Se rolar mesmo isso, será épico!



Uxas / Darkseid


Sabe aquele convidado que já chega chegando na festa? Pois bem, apresento-lhes Uxas, o Soberano de Apokolips! Não conhece? Talvez, você o conheça em sua versão mais famosa (e overpower), Darkseid. Ele está chegando e, pelo jeito, vai tocar o terror desde cedo!


Ausência mais que sentida na versão de Whedon, ele dará as caras no Snyder Cut. Não acredito que ele surgirá já de cara no longa, mas, da metade para frente, penso que ele deverá chegar aterrorizando a Liga da Justiça.


Um detalhe importante é que o vilão empunha no teaser a Lança do Destino, usada também para controlar a mente das pessoas, o que poderia explicar como Darkseid comandaria o Superman (por isso o desespero de Batman em resgatar o herói antes de Darkseid e seus aliados). Ainda, rola a teoria de que Darkseid usaria a Equação Anti-Vida para manipular Superman.


Vários comentários na internet bateram em cima do CGI dele. Entretanto, o Snyder Cut ainda não está totalmente finalizado, e a versão de Uxas como Darkseid ainda não foi vista no teaser… aquilo foi apenas uma pequena amostra do que está por vir. Mas só essa pequena amostra já valeu muito mais que aquele vilão bizarro do filme de Whedon (falaremos dele a seguir).



Desaad


Esse, só quem lê as HQs vai conhecer. Desaad é um dos mais tiranos e cruéis seguidores de Darkseid. Exímio manipulador e torturador, é expert na criação de instrumentos e armas de tortura. Há indícios de que ele seja um dos encarregados de manipular Superman e o trazer para o lado do mestre.


Por outro lado, nas HQs ele é um verdadeiro “traíra”, mas não acredito que Snyder trará essa parte do vilão no longa, a parte que tenta enganar Darkseid e tomar todos os poderes para si. Como a simples presença dele no teaser já foi uma surpresa, não sabemos o que esperar dele na trama… mistério.



Steppenwolf (Lobo da Estepe)


Certamente, quem teve o visual mais alterado foi o Lobo da Estepe, ou Steppenwolf. Esqueçam aquele visual de tiozão cachaceiro da versão do Whedon… esse aqui é muito mais casca grossa! Certamente, um dos maiores acertos do Snyder Cut e um dos maiores erros da primeira versão.


O visual é muito mais parecido com aquele das cenas pós-créditos do filme Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Com armadura imponente e visual assustador, a equipe do CGI do vilão caprichou pra valer na nova versão, deixando-o muito mais badass e poderoso. Provavelmente, não chegará vivo até o final do longa, mas dará muito trabalho aos nossos heróis.



Caixas Maternas


No filme de Whedon, vimos Steppenwolf lutando contra amazonas, atlantes e humanos para conseguir as três Caixas Maternas. Contudo, não tivemos maiores detalhes sobre elas e seus poderes. E esse pode ser outro trunfo do Snyder Cut.


Só pelo trecho do teaser, já ficamos com a impressão de que elas serão mais detalhadas na trama, principalmente por causa da presença do pai de Victor Stone, Silas Stone, um dos principais cientistas dos Laboratórios S.T.A.R., lugar no qual são estudadas e desenvolvidas tecnologias avançadas, sejam elas terráqueas ou alienígenas.


Nas HQs, as Caixas Maternas são computadores vivos criados com a tecnologia dos Novos Deuses, grupo celestial da Quarta Dimensão do qual faz parte Darkseid. Elas dão poderes ilimitados a seus donos, como recuperação física, teletransporte e manipulação de energia. Quando seu dono morre, a caixa materna se autodestrói. Resta saber quais poderes delas serão mostrados no Snyder Cut.



O veredito


Bem, esse foi um resumão das principais diferenças entre as duas versões. O Snyder Cut de Liga da Justiça será lançado no primeiro trimestre de 2021, na plataforma de streaming HBO Max, e será dividida em quatro episódios, com uma hora de duração cada. Ou seja, serão quatro horas de muita ação, emoção, tensão, terror, suspense e poder rolando nas telas!


Ah: outro rumor forte que rola nos bastidores é a presença da Tropa dos Lanternas Verdes no Snyder Cut (já pensou???). Snyder não negou nem confirmou esse rumor, mas sabemos que ele já flertou no passado com essa ideia, além de outros personagens que ele gostaria de trazer à sua versão, mas que não teve tempo de gravar as cenas. Então… vai saber!?!


Nosso veredito? Só o teaser do Snyder Cut já valeu muito mais que o filme inteiro do Joss Whedon! Esqueçam as piadinhas sem noção, esqueçam o visual colorido e bonitinho, esqueçam os efeitos toscos de CGI, esqueçam um Flash bobalhão, enfim… apaguem tudo. O Snyder Cut vem aí para mostrar o que é a verdadeira Liga da Justiça, seu universo e seus vilões. Personagens melhor trabalhados, muito mais humanizados e com maior relevância na trama. E, se esse filme realmente cumprir o que está prometendo, que venha a trilogia completa de Zack Snyder para o futuro!


Estaremos acompanhando todas as novidades relacionadas ao Snyder Cut e faremos um review completo e detalhado quando for lançado. Se tiver curiosidade de saber mais sobre algum tópico relacionado, deixe nos comentários. Sua opinião é extremamente importante para nós. Até breve!