NoEDC.jpg
Buscar
  • Angers Moorse

Loki - Episódio 4



Salve, salve, galera! Insano, incrível, empolgante, surpreendente, instigante, deslumbrante, misterioso, tenso, emocionante, aterrorizante, épico e mitológico! Ufa, faltam adjetivos para qualificar este episódio 4, que veio respondendo algumas perguntas e deixando outras no ar, além de arrebentar ao meio várias teorias nossas.


Visualmente, o episódio acabou acontecendo em sua maior parte dentro da TVA, dentro do mesmo padrão do primeiro episódio. Porém, as tomadas e cores nas cenas iniciais em Lamentis-1 e o clima sombrio na famigerada sala na qual os Guardiões do Tempo se encontram deram um charme a mais.


Em relação aos personagens, ficou complicado escolher um em especial que roubou a cena. Loki, Sylvie, Mobius e Ravonna estiveram impecáveis em suas atuações e conseguiram nos surpreender, assustar e emocionar a cada nova cena…. mas, se eu tivesse de escolher um personagem em especial, seria a Sylvie… e vocês logo saberão o porquê da minha escolha.


O primeiro ponto interessante a se notar é na relação entre Loki e Sylvie, que se inicia com a tão aguardada cena que apareceu nos trailers da série. Derrubando a primeira das teorias que rolavam, não era a Natasha Romanoff, mas sim a própria Sylvie ao lado de Loki.


Muito foi especulado sobre ser a Viúva Negra naquela cena e, sendo ela, sobre como ela poderia ter sido revivida ou se aquilo teria acontecido antes de Vingadores: Ultimato. Porém, as esperanças foram soterradas de vez e só nos restará assistir à última participação dela no UCM no filme solo mesmo… snif!


Mas, voltando à relação entre as duas versões da mesma moeda, dá para perceber que Loki e Sylvie encontraram forte conexão sentimental entre si. De alguma forma, o deus da trapaça rendeu-se ao amor e conquistou o coração da moça. Narcisismo puro de Loki, por gostar de uma versão de si mesmo? Não me pareceu ser esse o caso, sinceramente.


Pior que tivemos duas chances de rolar aquele beijo clássico, mas ambas foram por água abaixo (e a segunda foi de partir o coração, mas falaremos sobre ela mais à frente). A primeira é justamente nos últimos momentos em Lamentis-1, quando tudo parecia perdido.


Loki entende perfeitamente os sentimentos dela, e é justamente quando ele diz o que sente que uma coisa inesperada e incrível acontece: Loki descobre o amor ao se apaixonar por Sylvie! Galera, eu pirei nessa cena, confesso… que casal lindo que eles formam! E pelo tamanho e sentido da linha temporal gerada e monitorada pela TVA, a coisa não foi pequena não.


Pelo tamanho do apavoro dos agentes-minuto e de Mobius, se os dois pombinhos tivessem morrido o caos estaria formado e, quem sabe, o Multiverso seria instaurado. E nem pra deixar Loki e Sylvie em paz esse pessoal da TVA serve… pracabá! Por outro lado, jamais saberemos quais rumos a série tomaria se os dois morressem ali. E o resgate (ou prisão) dos dois pela TVA aos 45 do segundo tempo aumentou ainda mais a tensão no episódio.


Entre interrogatórios, perguntas e respostas, minhocas inseridas na cabeça de Mobius e desconfianças por parte de Ravonna, conseguimos descobrir algumas coisas bem interessantes. Lembram quando Silvye diz a Loki que ela esteve fugindo da TVA vida inteira? Então, tivemos essa resposta aqui.



Logo na primeira cena, vemos a TVA capturando a versão criança dela em Asgard, sem mais nem menos (ou será que não???). Na organização, ela precisa seguir todos os protocolos padrões, iguais aos que Loki teve de seguir no primeiro episódio. Isso explica (ou pode explicar) o porquê da raiva e das motivações dela para derrubar a agência. Teve sua vida e sonhos roubados na infância e quer vingança a todo custo.


O legal foi ver a forma como ela escapa da agente Ravonna (sim, a juíza era uma agente), usando a mesma técnica que Loki usou para roubar o TemPad de Mobius. Ela dá um pau em Ravonna e ainda rouba o dispositivo dela, fugindo da TVA a partir desse momento até agora.


Porém, um detalhe chama a atenção. Notaram que ela não usava aquele dispositivo de looping temporal (aquela coleira)? Acredito que tenha sido a primeira pessoa (ou uma das primeiras) a escapar de dentro da TVA, e por causa disso é que a agência começou a utilizar o dispositivo.


Alguns pontos a destacar: após ouvir a revelação de Sylvie, Loki acaba desabafando para Mobius e tentando fazer ele entender que a agência toda é uma farsa e que todos lá dentro são variantes humanas, sequestradas pelos Guardiões do Tempo e tendo suas memórias apagadas. Isso pode explicar o porquê do fascínio de Mobius por jet sky… quem sabe, ele era algum piloto do veículo ou trabalhava com isso em algum momento dos anos 90 (suposição minha).


Somada essa minhoca que Loki coloca na cabeça dele ao fato do misterioso desaparecimento da Agente C-20, Mobius começa a duvidar da própria crença na agência e em seus comandantes, o que faz com que ele tome uma atitude arriscada: trocar seu TemPad com o de Ravonna sem que ela perceba.



Com isso, uma das teorias mais difundidas começa a ganhar força. Ao acessar o dispositivo da juíza, Mobius vê o depoimento da agente C-20, que relata exatamente o mesmo fato que Loki mencionou e que ela era uma pessoa normal com uma vida feliz antes de ter sido pega pela TVA. E quem aparece no vídeo para a impedir de prosseguir no depoimento? Sim, senhoras e senhores, a própria Juíza Ravonna Rawslayer!


Isso nos leva a crer que ela tem conhecimento de tudo o que acontece na agência e que ou ela é a principal antagonista (o que não acho que seja) ou ela sabe quem é o verdadeiro responsável por toda aquela farsa… e não são os Guardiões do Tempo (falaremos sobre eles daqui a pouco).


Outra coisa interessante é que Ravonna tenta impedir Mobius de todas as formas de conversar com Sylvie. Ela sabe que não conseguirá obter nada dela e não quer que ela influencie o agente. Quem sabe, essa não seja parte do plano dela para destruir a agência, o que me leva a um pensamento.


Ou o amor entre Loki e Sylvie não deveria existir ou os dois não poderiam morrer, para que não servissem de inspiração para algum movimento revolucionário futuro e, com isso, fazer com que a TVA entrasse em caos e fosse questionada e até mesmo destruída por alguém ou alguma entidade superior. Sendo eles variantes que causaram eventos Nexus, o mais lógico seria deixar eles morrerem em Lamentis-1, concordam?



Assim, por que diabos a TVA ficou tão desesperada e como o que aconteceu entre as duas variantes causou aquele tipo de ramificação? Tem coisa aí que precisa ser explicada, mesmo porque os rumos que acontecerem na série poderão impactar todo o futuro do UCM.


Antes de entrarmos nos principais pontos do episódio, tivemos Mobius aprisionando Loki em um momento de sua realidade em Asgard… e com a ilustre presença de Lady Sif! Sim, se você estava com saudades dela, a asgardiana apareceu neste momento de Loki que, por conta do dispositivo de loop, teve o momento repetido por várias e várias vezes.


Foi engraçado ver ele apanhando a cada nova tentativa de se justificar com ela. Só que nenhuma das desculpas dele pareciam convencer a moça de suas reais intenções. Contudo, quando ele realmente se dá conta de que é apenas uma criança assustada ansiosa por atenção, ela para de bater fisicamente… só que dá uma lapada moral nele que doeu até em mim… deu pena do Loki nessa cena.


Agora, começaremos com os momentos mais apavorantes, emocionantes e surtantes do episódio… preparem os lencinhos! A primeira patada que levamos é justamente quando Mobius é pego no flagra por Ravonna e seus agentes quando ele tenta ajudar Loki a escapar. No confronto entre os dois, ele responde a uma pergunta dela momentos antes e dá para perceber nitidamente o apavoro dela com a resposta.


Na conversa na qual ele rouba o TemPad dela, Mobius é questionado sobre para qual lugar no tempo ele gostaria de ir se pudesse. Na hora, ele dá aquela disfarçada, mas quando é confrontado por ela ao tentar tirar Loki de lá, ele manda na lata: na verdadeira realidade dele, quem sabe curtindo um jet ski. Sem pensar duas vezes, ela sente que “deu ruim” e ordena que um dos guardas apague ele, sem dó nem piedade. Mano, confesso que tomei primeiro um baita susto e depois caiu uma lágrima do olho… que FDP essa Ravonna!


O segundo momento de surto foi mais ou menos no início, quando Ravonna vai fazer uma visitinha surpresa aos Guardiões do Tempo… e não é que eles existem mesmo??? A Marvel deu um baita tapa na nossa cara porque a maioria do pessoal estava dizendo que eles não existiam, então ela chegou dizendo “tooooooooma”!


E que animal ficou o visual deles, cheio de luzes, névoa e efeitos especiais incríveis! Um detalhe interessante é que alguns símbolos atrás deles remeteram às runas em WandaVision, mas não creio que tenham algo a ver com bruxaria… pelo menos, não consegui ver lógica nisso.


Mais para o final, Ravonna leva Loki e Sylvie para bater aquele papo diretamente com os próprios Guardiões. Finalmente, Sylvie estava tendo a chance de ficar cara a cara com eles, mas o dispositivo de loop acabou atrapalhando os planos da moça. Ravonna, como sempre, firme em seu propósito de eliminar qualquer ameaça. Quando tudo parecia perdido, eis que nossa agente favorita entra em cena: B-15 (Wunmi Mosaku)!


Ao conversar com Mobius, a agente começa a suspeitar de Ravonna e de tudo o que rola na agência, principalmente ao ouvir de Loki sobre todos serem variantes ali. Mais tarde, ela decide bater um papo com Sylvie a sós e as duas voltam para o início do momento Nexus na Roxxon (aquele mesmo do segundo episódio).


Usando praticamente a mesma técnica que Visão usa para destravar a mente de seu colega de trabalho em WandaVision, Sylvie faz com que B-15 tenha suas memórias destravadas e perceba que tem muita coisa errada acontecendo. E é justamente por causa disso que ela salva o dia quase no final do episódio, desativando os dispositivos de loop de Loki e Sylvie e ajudando os dois a sairem no pau contra Ravonna e seus agentes.


Cara, essa cena foi insana! A cada golpe e porrada, eu pirava ainda mais. E foi justamente no meio da treta toda que tivemos o terceiro momento de surtada: nós estávamos certos e a Marvel estava trollando a gente o tempo todo... na realidade, não existem Guardiões do Tempo (COMO ASSIM???)!



Sylvie manda a adaga (ou espada) do Loki bem no alvo e arranca a cabeça de um dos Guardiões… simples assim, um verdadeiro Fatality. E é com essa atitude dela que descobrimos que eles são, na realidade, robôs… sim, você não ficou louco não, os Guardiões do Tempo são robôs, e bem sinistros, por sinal! A risada dos outros dois quando o outro tem a cabeça arrancada é sinistro, bizarro e gela a espinha de qualquer um… até o Loki tremeu na base.


Com isso, aquela teoria de que toda a TVA é uma farsa fica ainda mais forte, principalmente porque Ravonna não pareceu nem um pouco surpresa com a revelação. Ou seja, ou ela conhece quem está por trás disso ou é ela mesmo uma variante do próprio Kang, O Conquistador que está disfarçada (ou inserida propositalmente) ali.


E se você acha que as coisas não poderiam ficar ainda mais assustadoras, enganou-se completamente. Lembram que comentei do segundo momento fofura entre Loki e Sylvie no começo desta resenha? Pois bem, no exato momento em que ele estava para declarar seu amor a ela (quem sabe, até rolar aquele beijo tão esperado por nós), vemos Loki morrer pelas mãos da Ravonna. WTF?!?


Sim, sem mais nem menos, do nada ela surge por trás dele com o bastão desintegrador e transforma nosso anti-herói favorito em apenas uma lembrança. Meu, aí me derrubou completamente e me deixou com ainda mais raiva de Ravonna! Depois dessa, mesmo que ela ainda esteja sendo controlada ou manipulada e mesmo que ela ainda seja inocente, meu ranço não vai passar tão fácil assim.


Nem preciso dizer que Sylvie virou o diabo e foi pra cima com tudo. Por mais que eu estivesse na torcida para ela enfiar o bastão na garganta de Ravonna e mandar a juíza para o espaço (ou sei lá aonde), ela apenas a derrota e ameaça contar tudo o que sabe… taí a razão de eu já estar apaixonado pela Sylvie (Feiticeira Escarlate que me perdoe, mas a Syl ganhou meu coração também)!


Já chorou bastante? Então, seque as últimas lágrimas porque vamos às referências. A primeira delas é justamente na cena em que a Sylvie criança é presa pela TVA em Asgard. Ela está brincando com um dragão e uma valquíria e vemos um barco viking e um lobo gigante ao fundo. Provavelmente, é uma referência a uma das lutas ocorridas em Thor: Ragnarok, onde Thor arranca a cabeça de um dragão. Já o lobo refere-se a Fenrir, que apareceu no mesmo filme.


Ainda falando sobre Asgard, vemos no início da cena que ela estava intacta com construções como o castelo dourado no qual Odin e seus filhos vivem e e a Bifrost intacta e em expansão. Realidade alternativa criada por Sylvie ou apenas uma referência? Se for o primeiro caso, talvez justificaria o porquê da TVA ter tentado capturar ela ainda criança.


Preparado para mais uma referência surtadora? No papo entre Mobius e a agente B-15, ele diz que a TVA já prendeu “Krees, Titãs e Vampiros”. Espera aí… ele disse, Vampiros? A simples palavra te lembra alguém em especial? não, não é o Drácula… Pense mais um pouco… lembrou? Sim, é ele mesmo: Morbius (não confunda com Mobius) e Blade vem aí! Isso significa que os vampiros já existiam dentro do UCM mas ainda não foram apresentados ou foram criados somente agora??? Fica a dúvida pairando no ar.


Além disso, a referência aos Krees pode ter alguma ligação com o vindouro filme The Marvels. Sobre a referência aos Titãs, tô sentindo cheirinho de ligação com Os Eternos. Mais uma vez, a Marvel está ligando os pontos e fazendo todas as conexões para expandir ainda mais seu universo… ou bagunçar ele de vez.


Finalmente, tivemos referências ao mitológico Stan Lee… é como Loki diz no início do episódio: nós não morremos, mas sobrevivemos. Nosso mestre apareceu em em um dos papéis de parede dentro do tribunal da TVA. A frase “eles podem perder, mas nunca morrer” poderia muito bem ser aplicada não somente a si próprio, mas também vale para o mestre Stan, afinal, gênios nunca morrem. Homenagem mais que justa àquele que, de verdade, é o ser mais poderoso do UCM!


Resumo do episódio: muitas emoções, adrenalina, Mobius e Loki mortos e Sylvie putaça com Ravonna… além de descobrirmos que os Guardiões do Tempo não são reais. Se você é uma das várias pessoas que reclamou do episódio anterior, agora foi atropelado pelo caminhão chamado Marvel… anotou a placa aí?


Sinceramente, espero que Mobius não tenha morrido de verdade, mas sim, transportado para alguma realidade alternativa e que Loki consiga resgatar. Afinal, é um personagem incrível e seria um baita desperdício deixar ele na geladeira logo agora. Mas, espera aí… Loki não morreu???


Ficam as perguntas para os próximos episódios: afinal, quem criou a TVA? E qual a de Ravonna no meio disso tudo? Teremos Kang como o vilão da série ou tem mais alguém envolvido na treta? Enfim, tivemos várias perguntas respondidas e outras tantas criadas para nos deixar ainda mais malucos até a próxima semana!


WAAAAAAAAAAAAIT A MINUTE!!!


Se você desligou logo que o episódio acabou, perdeu a cena mais surtadora dos últimos tempos! Ainda estava em estado de choque vendo os créditos finais quando uma cena pós-créditos surgiu diante dos meus olhos… e não foi apenas uma ceninha não, foi SURREAL!


Pensou que o Deus da Trapaça estivesse morto? ERROU! Loki acorda em algum lugar estranho, perguntando se está em Hel e se tinha morrido. De repente, uma voz responde que ainda não, mas que estará se não vier com eles. Quando o take muda de lado, vemos 4 Lokis! Sim, senhoras e senhores, o Lokiverso existe!



O primeiro deles é o Loki Clássico (Richard E. Grant), que é quem fala com Loki na cena. Provavelmente, ele é a versão vista na HQ Jornada para o Mistério, de 1962, mas pode ser também a versão de Agente de Asgard, de 2019. Ainda não está claro qual versão é de fato, apenas que os trajes remetem à primeira opção.


O segundo Loki é conhecido como Kid Loki (Jack Veal), lançado na HQ Thor #617 e que não tem nenhuma lembrança de suas vidas passadas. Apesar de ser amplamente rejeitado pela própria família e por todo o povo de Asgard, ele continuou fazendo feitos pra lá de heroicos.


A terceira versão é a do Loki Crocodilo, um simpático bichinho com chifres. Apenas lembrando que o próprio Thor menciona que o irmão tem a habilidade de se transformar em animais e que ele já se transformou em uma víbora uma vez. Além disso, Loki já assumiu papéis como unicórnio, raposa e até mesmo um sapo-rei, digno de levantar o Mjolnir... loucura pouca é bobagem por aqui!


Finalmente, a quarta versão de Loki que aparece é a de Boastful Loki (Deobia Oparei), uma versão mais velha, sem chifres, que segura uma espécie de Mjolnir. Uma vez que há muitas versões desse personagem nas HQs, fica até complicado afirmar qual versão realmente a Marvel adaptará para esse personagem… algum palpite aí? Quem sabe, uma adaptação ao evento de crossover AXIS 2014… será???


Para finalizar as referências, vemos ao fundo da imagem a torre dos Vingadores completamente destruída em meio a um cenário pós-apocalíptico em Nova York. Esse cenário lembra exatamente o final de Vingadores, no qual os heróis enfrentam Loki.


Ao que parece, é uma das linhas do tempo alternativas na qual os Vingadores não conseguiram salvar a cidade de ser atingida por uma bomba atômica. Reparem que, se eu não estiver maluco, há uma pessoa em posição de adoração ao fundo, levemente recuada da plataforma na torre e quase se confundindo com as paredes.


Ou meus olhos me pregaram uma peça ou é Loki triunfante após derrotar os heróis? Será que o sonho de Thor no qual Heimdal diz que ele os levará a Hel se concretizou mais cedo que o previsto? Talvez, seja até uma linha temporal na qual ele seja digno de levantar o Mjolnir… a Marvel pode muito bem adaptar a história para o MCU de um jeito um pouco diferente.


Para fechar, outra possibilidade maluca é de que esse cenário seja o Mundo de Batalha criado pelo vilão Beyonder nos quadrinhos… vai que ele é o vilão por trás da TVA e nós sequer imaginamos??? Fica o questionamento aí… será que a Marvel irá nos surpreender com a introdução desse personagem no MCU mais cedo do que imaginamos? Meu coração não aguenta tanta ansiedade… chega logo episódio 5, por favor!!!