NoEDC.jpg
Buscar
  • D. C. Blackwell

Por que "toss a coin to your witcher" é tão incrível



Bem-vindos a mais uma matéria do Escurinho do Cinema!


       Ultimamente, estive pensando: Por quê “Jogue Uma Moeda a Seu Bruxo” fez tanto sucesso? Como pode uma música de um minuto e meio grudar tanto nas redes e nas cabeças de todo mundo?

         Para entender um pouco este mistério, precisamos relembrar alguns pontos: No episódio em que a música é cantada por Jaskier, Geralt e ele são capturados por um grupo de elfos que buscam reclamar suas terras de origem, hoje tomadas pelos humanos. O bruxo, entretanto, convence o líder elfo a desistir da ideia e ir buscar uma vida pacífica. Esta conquista se deve não só ao respeito que Geralt tem pela vida e pela paz, mas também por sua enorme empatia para com a penosa situação dos elfos.


        Em Blaviken, no primeiro episódio, o Bruxo adquiriu a pior das reputações após intrometer-se nos assuntos da cidade. Suas decisões causaram a morte de várias pessoas queridas pela população local, dando a ele o título de “Açougueiro de Blaviken”, o qual se espalhou pelas terras dos humanos vastamente. Jaskier, embora não tivesse uma reputação tão ruim, tampouco era bem-quisto por onde passava.


         Eis a solução do bardo para o problema de ambas as suas reputações ao sobreviver ao encontro com os elfos e ganhar novas inspirações – aumentadas, sim, mas inventadas? Também. Uma música heroica sobre Geralt, o Lobo Branco, e Jaskier, o Humilde Bardo.


         A música de Jaskier, além de ter um tom heroico, exalta Geralt como um “amigo da humanidade” ao lutar contra os vis elfos, pois devemos lembrar que racismo é um elemento constante e intenso na série, e humanos detestam elfos mais do que qualquer outra coisa neste mundo. “Jogue Uma Moeda Ao Bruxo” quebraria, então, o estigma de Blaviken, dando passe livre a Geralt para vaguear por entre os humanos sem nenhum grande problema. 



         Em resumo, Jaskier salvou a reputação de Geralt contando apenas as mentiras necessárias para que ele pudesse seguir ajudando as pessoas por onde passasse. A música, enfim, possui um tom cômico quando o Bruxo pergunta a Jaskier “Onde está o respeito que adquirimos pelos elfos?”, e este nada mais lhe diz além de “Respeito não faz história”. Nos sentimos compelidos a concordar com Jaskier porque..bem, porque é verdade. Ao menos no mundo de The Witcher, às vezes a falta de escrúpulos pode salvar vidas.

Gostou da matéria? Curte nossa página no Face!


D.C. Blackwell.