NoEDC.jpg
Buscar
  • Angers Moorse

WandaVision - Episódio 4



Salve, salve, galera! A Marvel prometeu um episódio 4 de explodir cabeças… e foi justamente isso que ela conseguiu! O nível do surto que tive ao ver o episódio foi proporcional ao susto dos vizinhos ouvindo meus gritos (hehehe)!


Basicamente, o quarto episódio foi uma visão da S.W.O.R.D. do lado de fora do domo de energia que surgiu misteriosamente em WestView, mostrando cenas dos três primeiros episódios sendo assistidas do outro lado (lembram do final do primeiro episódio?).


Mas se você pensa que foi um episódio calmo e monótono, pode rever seus conceitos. A treta já começa com o blip final de Vingadores: Ultimato, quando Tony Stark faz o estalo usando a Manopla do Infinito com todas as jóias e traz todos os que desapareceram de volta à vida. Ou, quem sabe, o início do quarto episódio tenha começado logo após o estalo de Hulk ao usar a manopla… isso ainda não está bem claro para mim, pois não dá para ter absoluta certeza em qual dos dois estalos tudo aconteceu.


Falando nessa questão do estalo, um pensamento sombrio me passou à cabeça: será que Tony Stark morreu em vão? Com base no início do episódio, se o blip foi revertido no primeiro estalo do Hulk, então qual foi a finalidade do sacrifício de Tony Stark? Se ele destrói as Jóias do Infinito, alguém poderia encontrar um jeito de pegar as jóias de outras linhas temporais, como os próprios Vingadores fizeram, e tocar o terror novamente.


E mais, se Tony Stark fez o estalo e “matou” Thanos e todo seu exército, quem garante que outras pessoas também não foram blipadas e ele, salvando algumas pessoas, condenou outras tantas ao mesmo destino? Pensando dessa forma, seria um pouco macabro, além de ter sido um sacrifício em vão só para destruir as jóias e reverter o estalo.


Por outro lado, caso o primeiro estalo do Hulk não tivesse funcionado, aí sim justificaria o sacrifício de Tony. Só que, da mesma forma, ficaria a dúvida sobre os efeitos do estalo dele. Seria clichê demais se apenas os vilões tivessem sido mortos e todos os blipados e retornassem à vida. Tipo, será que nenhum inocente “viajou” junto com Thanos no estalo de Stark? É para se pensar nisso.


Mas voltemos à série. O começo já foi na base da voadora, com Monica Rambeau retornando do blip em um quarto de hospital (sim, ela foi uma das pessoas que desapareceram no estalo do Thanos). Ao voltar a si, vê suas mãos reaparecendo e, ao olhar para a cama, não há mais ninguém ali.


Desesperada, ela vê pessoas retornando do pó e voltando do estalo à sua frente, enquanto procura por sua mãe, Maria "Fóton" Rambeau (sério, o grito que eu dei nessa hora acordou quem estava dormindo!). No caso, aquela garotinha de Capitã Marvel foi blipada e, dois anos depois, Maria faleceu por conta do retorno do câncer.



Ou seja, muito provavelmente Carol Danvers nem soube que sua melhor amiga havia morrido e a filha dela, blipada por causa da loucura do Thanos em Vingadores: Guerra Infinita… ou será que sabia e esse foi um dos motivos que a trouxe novamente à Terra? Só esses três minutos de cenas e a abertura da Marvel na sequência já valeram pelo episódio inteiro!


A primeira parte interessante a se comentar são as constantes referências à Capitã Marvel. O foco em Monica Rambeau, a menção a aliados vindos do espaço e o nome de Brie Larson nos créditos finais do episódio (ao acordar, Monica Rambeau ouve a voz dela falando) trouxeram um pouco dessas lembranças da heroína ao episódio.


Se eu e você estávamos com dúvidas sobre quem estava do lado de fora, essas dúvidas foram resolvidas no episódio. Quem viu que havia algo estranho e montou uma verdadeira estrutura militar ao redor foi mesmo a S.W.O.R.D. E vimos, ainda, como Monica Rambeau acabou indo parar dentro da realidade de Wanda.


Após conversar com Jimmy Woo, ela vê uma espécie de cabo de força e, ao entrar em contato, é sugada para dentro do domo. E é a partir daí que as coisas ficam ainda mais interessantes. No terceiro episódio, quando ela diz que não se lembra de como chegou ali, fica evidente que sofreu algum tipo de amnésia, à qual Woo se refere na conversa com ela antes de ser puxada para a realidade de Wanda.


Com todo o aparato militar instalado em 24 horas, o centro das atenções do episódio acaba ficando em Darcy Lewis e Jimmy Woo. Falando nisso, que saudades que eu estava da Darcy… se você não lembra, ela atuou em Thor e Thor: O Mundo Sombrio e, depois disso, tomou chá de sumiço, até reaparecer aqui na série. Kat Dennings é uma atriz incrível e sua personagem é muito fofa… amo ela!


Aos poucos, Darcy vai descobrindo algo no sinal e nas frequências do campo de força e percebe que há sinais de áudio e vídeo, conseguindo reproduzir as cenas que vimos nos episódios anteriores. Essa parte lembrou um pouco o filme Contato, de 1997, com a Jodie Foster. Aliás, se você não assistiu ao filme, não perca tempo… é excelente!


Mas, voltando a Westview, tivemos mais uma confirmação: quem era o apicultor misterioso do final do segundo episódio. Na verdade, ele era realmente um agente da S.W.O.R.D. de nome Franklin e ele atravessa a barreira de energia pelo esgoto mesmo. E aí eu fiquei estranhando: será que esse campo de energia veio de cima para baixo ou de baixo para cima?


Ponto intrigante: se eu não estou maluco, alguém chama o agente no rádio como Agente Strucker (vilão chegando na área?!?). E, olhando a cena do final do primeiro episódio pela visão dele, percebi que aquele “Não” da Wanda pode significar que ela já conhecia a pessoa e sabia que ele não era confiável. Quem sabe, não seria ele o agente infiltrado na S.W.O.R.D. (falaremos sobre isso mais à frente) .


Momento “teoria maluca”: se ele veio de baixo para cima, pode ser que o cramulhão esteja realmente por trás disso e seja ele o responsável por manter Wanda e Visão dentro daquele domo. Ainda estou pesquisando a parte científica da coisa para encontrar uma justificativa lógica para o campo estar também nos esgotos e subsolo e, assim que eu encontrar, trago aqui para vocês. Por ora, ficamos na viagem mesmo.



Outra coisa que me deixou maluco foi quando o diretor interino da S.W.O.R.D., Tyler Hayward, fala com Jimmy e Darcy sobre a “Radiação Cósmica de Fundo em Microondas”, que ele define como a “radiação relíquia da época do Big-Bang” (WTH!?!) e Darcy argumenta que Visão deveria estar morto… não blipado, mas morto. Aliás, nessa parte da radiação dei mais um grito, pensando em possíveis referências com o filme Os Eternos.


Mais um detalhe interessante: o formato da área mapeada e coberta pela barreira de energia é hexagonal (lembra alguma coisa?). Essa mesma dúvida é compartilhada por Jimmy, já desconfiando que há mais alguém por trás daquilo tudo. Outras dúvidas dele são o porquê do formato sitcoms e se tudo aquilo acontece no mesmo tempo e espaço que o deles. E mais: Visão realmente está morto ou, de alguma forma, foi “reativado”?


Se seus olhos estavam afiados, provavelmente percebeu que vários dos personagens presentes na realidade de Wanda e mapeados pela S.W.O.R.D. possuíam identidades confirmadas, à exceção de Agnes e Dottie (muito suspeito, não?). E mais: Jimmy anota em um dos apontamentos a palavra Skrulls… será que ele sabe ou suspeita de algo que nem desconfiamos? E onde está Nick Fury no momento em que rola a treta toda?


Lembram do helicóptero com o símbolo da S.W.O.R.D. no segundo episódio e do helicóptero lançado por Jimmy para dentro da realidade no início deste quarto episódio? Apesar de serem muito parecidos, a parte da frente é bem diferente, embora tenham o mesmo símbolo e as mesmas cores.


Aí, fica a dedução lógica: ou foram lançados por pessoas diferentes e há um inimigo em comum a Wanda e a S.W.O.R.D. ou tem alguém dentro da organização trabalhando como agente duplo (vilão). Se essa segunda hipótese for a certa, quem seria esse infiltrado? Quem sabe, o agente Franklin (Strucker, talvez?)… olha só a HYDRA chegando aí!


Um detalhe que Darcy pegou no pulo e eu não tinha percebido foi um pequeno (e muito rápido) corte entre as cenas do rádio (aquela em que Jimmy tenta contato com Wanda) e o vidro quebrando na mão dela. Agora, não posso deixar de falar sobre a interação entre Jimmy e Darcy… os dois mataram a pau no episódio! Cheios de tiradas bacanas e rápidas e algumas piadinhas… deu até vontade de shippar os dois!


Agora, o corte final que me gelou a espinha e me arrancou mais gritos foi quando Darcy e Jimmy detectam mais um corte na transmissão, entre a cena na qual Geraldine faz a referência a Ultron e Visão chega dentro de casa (cena do terceiro episódio)... e bem o corte no qual Monica Rambeau desaparece daquela sitcom.



Quando Darcy sugere que tem alguém censurando a transmissão, quase coloquei minha aposta em Mephisto ou Pesadelo no lixo. Afinal, nenhum deles tem histórico como técnico de audiovisual ou especialista em tecnologia ou transmissão para fazer aqueles cortes, o que me leva a crer que tem outra organização na parada. Mas, por outro lado, ou Mephisto ou Pesadelo podem ter se aliado a alguma organização criminosa.


Porém, ainda há uma terceira possibilidade que não está sendo cogitada, mas é bem possível de acontecer. pode ser que ou o Doutor Destino (Victor Von Doom) esteja chegando e trazendo consigo o Quarteto Fantástico ou quem está por trás de tudo seja o Magneto e, com ele, os X-Men estejam vindo ao UCM… o que faria muito sentido.


Maaaaas, o maior grito de euforia estava reservado justamente para o final do episódio, onde Wanda dá aquela pressionada em Geraldine e a expulsa de sua realidade, mostrando seus reais poderes pela primeira vez… quase surtei quando ela arremessou Monica Rambeau para longe e a fez voltar para o lado de fora do campo de energia. Mas isso ainda não foi a cereja do bolo: tinha mais uma cena épica chegando!



Quando Visão entra em cena logo após Wanda reconstruir a realidade (e boa parte da casa também), ele resolve aparecer sem a Jóia da Mente na cabeça e com o mesmo buraco deixado por Thanos quando ele a arrancou da cabeça de Visão, na frente da Feiticeira Escarlate… e ela meio que ou se lembrou ou tomou um baita susto… e eu junto com ela! Sem sombra de dúvidas, Wanda não tem tudo sob controle, não… longe disso!


O final do episódio traz Monica Rambeau mais perdida que cebola em salada de frutas, tentando entender o que aconteceu e como foi parar ali… mas afirmando que tudo é por causa da Wanda, o que talvez nem ela tenha tanta certeza assim. E eu ainda estou achando que ela voltará para dentro daquela realidade para tirar Wanda e Visão de lá, o que só me faz ficar ainda mais eufórico e ansioso pelo próximo episódio!


Resumo da ópera: quando alguém comentar que o próximo episódio de Wandavision será de explodir cabeças, pode preparar o grito e os pulos do sofá, porque a coisa será tensa! A produção da série não está para brincadeiras e está amarrando muitos pontos de forma que cada cena possa gerar, ao menos, umas quatro ou cinco teorias diferentes. Haja neurônios vivos depois de cada episódio!


Só para dar uma açucarada em vocês: acabei de ver um teaser do próximo episódio e… SERÁ INSAAAAAAAAAAAANO!!! As coisas vão começar a esquentar muito em Westview e teremos mais alguns vislumbres, easter eggs e referências muito interessantes. Preparem-se, porque vem coisa épica pela frente!


Lembrando que a Disney optou por liberar um episódio por semana. Assim, teremos resenhas semanais de WandaVision aqui no site. Compre aquela pastilha pra garganta, pois você precisará muito dela a partir de agora!