NoEDC.jpg
Buscar
  • Angers Moorse

WandaVision - Episódio 5



Salve, salve, galera! PÁAAAAAAAAAAAAAARA TUUUUUUUUDO!!! Largue imediatamente tudo o que estiver fazendo e leia nossa resenha até o final, porque o episódio 5 de WandaVision foi mais bombástico que o último final de semana do BBB!


Se o episódio anterior já tinha sido bastante revelador, o 5 foi ainda mais insano (conforme já tinha alertado vocês na resenha da semana passada). Teve morto voltando, vivo começando a desconfiar que está morto, easter eggs e referências macabras e o pau quase quebrando entre o casal mais fofo da Marvel… espia só!


A trama até começou bem no estilo da série, na característica pegada de sitcom anos 80. Inclusive, uma das séries que podem ter inspirado a parte visual desse episódio é Três é Demais, que conta as aventuras da jovem e espirituosa Michelle, interpretada pelas irmãs de Elizabeth Olsen, as atrizes Mary-Kate Olsen e Ashley Olsen… legal, né?


Primeiro detalhe: novamente, a casa é bem diferente, combinando muito com o jeitão anos 80. A trilha sonora também acompanhou bem a levada e até me lembrou um pouco a da série Alf, o ETeimoso. Bateu um pouco (melhor, bateu muito) a saudade dessa época… quem viveu, viveu, e quem não viveu, não faz ideia do que perdeu!


Começou bonitinho, piadinhas entre Wanda e Visão, humor familiar e tals (Visão com as chupetas nas orelhas foi de rachar o bico de rir!)… mas já começamos a pescar algumas coisas. Quando Wanda pergunta aos bebês “Por que vocês não fazem o que eu quero?”, já comecei a imaginar coisa… será que eles já estavam sofrendo alguma interferência do capiroto?


Para quem não conhece, a história dos gêmeos é mais antiga, iniciando em Vingadores da Costa Oeste Vol. 2 e envolve, além de Mephisto, o Mestre Pandemônio (ou, Martin Preston). Mephisto sacaneia Martin e faz com que ele sequestre os filhos de Wanda e Visão, Thomas e William (bugou??? Calma, amigão, que você já vai entender).


Por conta de um acidente, Martin acaba perdendo um dos braços e, na ânsia de o recuperar, faz um pacto com o capiroto, que anexa um demônio ao braço perdido. Após sequestrar os filhos de Wanda, ele arranca o outro braço intacto e anexa os filhos um em cada braço, usando seus poderes para lutar contra os Vingadores da Costa Oeste.


Em uma visita surpresa, Agatha Harkness (olha a Agnes aí, gente!!!) conta à Wanda que os filhos, na verdade, nunca existiram e que eram uma ilusão criada pela própria Wanda, mas que pareciam reais porque eram partes da alma de Mephisto. Resultado: com a ajuda de Franklin Richards (Quarteto Fantástico chegando na parada?!?), os Vingadores derrotam Mephisto, mas os gêmeos morrem.


Agatha acaba apagando as crianças da memória de Wanda, que só volta a se lembrar deles anos à frente com a ajuda da Vespa, o que culmina com os acontecimentos de Vingadores: A Queda. Futuramente, Thomas e William renascem como Wiccano e Célere na saga Jovens Vingadores (vem série pela frente… aguardem!), e em Vingadores: A Cruzada das Crianças, os dois jovens acabam reencontrando a mãe… ou seja, treta pouca é bobagem e toda referência deve ser levada em conta.


Voltando ao episódio (sairemos dele por mais algumas vezes nesta resenha), como diabos Agnes sabia que as crianças estavam chorando??? E ela não bancou a “adivinha” só uma vez no episódio… foram DUAS! Mas falemos da primeira.



Enquanto Wanda e Visão tentam desesperadamente fazer as crianças pararem de chorar, eis que surge retumbante em cena nossa misteriosa Agnes, vindo da ginástica e ouvindo o choro dos bebês… mas isso foi a coisa menos estranha da cena.


Quando Visão dá uma freada nela e ela fica levemente desconfortável, ela pergunta se ele quer que ela “venha de lá outra vez”. Como assim, de lá? Lá de onde, ô istepô? Da casa, de fora da redoma, da casa do Mephisto? E, só por essa simples frase de Agnes, Visão já sacou que tem coisa estranha acontecendo. Aliás, foi o que ele mais fez no episódio todo… ver, ouvir e sentir coisas pra lá de estranhas e sinistras.


A reação dos três foi, no mínimo, angustiante, e eu achei que a Wanda ia pirar ali. Visão chama a esposa num canto e, papo vai papo vem, um silêncio ainda mais perturbador surge. Antes de prosseguir, voltemos para a referência anterior das HQs. Durante a visita de Agatha à Wanda, ela conta que, quando Wanda não está pensando nas crianças, elas desaparecem. Então, no que Wanda estaria pensando que fez Tommy e Billy desaparecerem da casa? Será que o fato de Visão ter visto algo estranho a perturbou por um momento?


Tudo isso e mais alguma coisa aconteceu antes da abertura oficial do episódio, então já podem imaginar que vem mais coisa tensa e louca por aí! Antes de prosseguir com a segunda surpresa envolvendo os bebês, preciso entrar no núcleo externo.


Monica Rambeau acorda mais perdida que cachorro em mudança dentro da base da S.W.O.R.D., sendo examinada de todas as formas e com Darcy e Jimmy sempre por perto, além do diretor Tyler. Aliás, outra coisa maluca é que o raio-x de Monica saiu invisível (WHAT???), o que pode indicar que ela tenha ganhado seus poderes ou ao ser atingida por Wanda ou ao atravessar a barreira.


O fato do raio-x ter aparecido invisível indica que não foi possível atravessar o corpo de Monica. Além disso, novos exames de sangue foram pedidos, o que poderia indicar suspeita de alguma modificação a nível molecular. E mais, ela já avisou que quer voltar lá para conversar com Wanda novamente e, quem sabe, veremos seus poderes em ação usando o manto de Espectro ou, até mesmo, Fóton, antigo nome de guerra de sua mãe.


O raio-x é apenas mais uma das muitas referências à saga dos quadrinhos Dinastia M (lembra do rótulo da garrafa de vinho do primeiro episódio?), que tem servido de inspiração para a série. Aliás, se você tiver a chance, recomendo a leitura dos quadrinhos dessa saga. Ela nos dá uma grande ideia dos poderes da Feiticeira Escarlate, da treta toda com Agatha Harkness, Mephisto e Pesadelo e da história dos filhos de Wanda e Visão, Wiccano e Célere. Vale muito a pena passar algumas horas curtindo essa leituraça!



Em uma reunião na base, Tyler mostra alguns vídeos e reportagens sobre o passado de Wanda e, entre esses vídeos, descobrimos que Wanda invadiu a base secreta da S.W.O.R.D. e resgatou o corpo (ou os pedaços dele) de Visão de lá. Agora, sobre como ela reviveu seu grande amor, ainda ficou no ar o mistério.


Uma coisa interessante em uma das falas de Darcy é que ela batiza a realidade de Wanda como “Hex” que, em alemão, significa “feitiço”. E a palavra “Hexe”, no mesmo idioma, significa “bruxa”, “feiticeira”. Será que é mais um indício da presença de Agatha Harkness disfarçada de Agnes na trama? A Marvel não dá ponto sem nó.


Darcy, ao conversar com Jimmy, disse uma coisa que me chocou: Visão tinha corpo de Vibranium, metal conhecido de Wakanda. Será que era uma versão atualizada dele e Shuri fez alguma mudança na estrutura antes de o corpo ser levado para a base secreta? Ou ele já tinha alguma ligação com a terra de Pantera Negra antes de sua primeira aparição no UCM. Se a segunda teoria estiver certa, Tony Stark poderia estar no rolo também… enfim, muitas possibilidades e poucas certezas.


A conversa entre Monica, Jimmy e Darcy prossegue, dessa vez entrando nos acontecimentos mais recentes de Wanda (sobre os quais falaremos mais à frente). Percebe-se que Monica tem alguma mágoa do passado com Carol Danvers, pois quando Jimmy e Darcy falam sobre a Capitã Marvel, Monica dá um corte seco e direto nos dois… rolou alguma coisa bem sinistra aí e que pode vir a ser explorada em Capitã Marvel 2.


Lembram quando falei das intenções de Monica de entrar novamente na realidade de Wanda? Pois bem, ela já está encomendando um “tanque de guerra” a la Batmóvel. Esse carro apareceu nos teasers do episódio 6 e pode causar alguma quebra ou ruptura grave na barreira e, em consequência, na realidade de Wanda. Inclusive, ela menciona um amigo que é engenheiro aeroespacial… te lembra alguém? Reed Richards, talvez?


Na resenha passada, eu mencionei a afirmação de Monica dizendo que era tudo a Wanda. Pois bem, no nosso novo episódio, ela confronta Tyler dizendo que não acredita que Wanda seja uma vilã. Mas para Jimmy e Darcy, Monica afirma e prova em uma cena sua teoria de que Wanda está reescrevendo a realidade.


E aí entra a ideia de mandar algum objeto que não precise ter sua construção real alterada. A ideia pode até vir a funcionar, mas uma coisa é certa: não vai dar certo. Tipo, não mexe com quem tá quieto… e a própria Wanda apareceu na base para dar o recado, fazendo eu quase surtar no sofá!


Quando Tyler tem a idéia idiota de enviar um drone armado (isso mesmo, ARMADO!) na realidade de Wanda, Ela fica puta da cara e decide devolver o que sobrou do drone pessoalmente ao diretor. Se fosse numa sala de cinema, teria sido uma gritaria só nessa cena!



Nossa amada Feiticeira Escarlate surge, MARAVILHOSA, LINDA E DIVINA do lado de fora da realidade e faz Tyler sujar a cueca (certeza!). Mesmo com Monica tentando a convencer de que é uma aliada, Wanda não fica muito convencida e dá seu ultimato ao pessoal: “não mexam comigo, que não mato vocês”.


E, para deixar bem clara a mensagem, usa seus poderes para fazer todos os soldados apontarem as armas ao diretor… cagaço pouco é bobagem para o que ele sentiu! Para finalizar, ela ainda deu um boost na barreira de energia, o que explica o pedido de Monica para um veículo mais parrudo a ser usado na próxima invasão. Detalhe: as armas usadas pela S.W.O.R.D. eram das Indústrias Stark (fisgou o peixe?).


Voltemos a Wanda e Visão porque muita treta rolou lá em Westview. Lembram do silêncio dos bebês? Então, não foi Agnes que raptou as crianças nem elas desapareceram… muito menos foram usadas como armas pelo Mestre Pandemônio. Eles simplesmente cresceram 5 anos em uma única cena! Mais uma vez, a pipoca voou do pote.


Apesar do momento fofura, elas quase me fizeram chorar mais à frente. A abertura oficial mostra um pouco desse crescimento maluco das crianças. Depois disso, fofurômetro estourando nas próximas cenas, com Billy e Tommy tentando convencer os pais a ficarem com um cachorro que acharam sozinho na rua.


Agora, adivinhem só quem chegou justamente na hora certa e com o item certo para o cachorro? Bingo! Agnes aparece com uma casinha de cachorro, mesmo sem ter visto as crianças com o animal (como assim???)! Aí, de duas, uma: ou o cachorro foi enviado por ela ou ela tem pacto com alguma entidade macabra… como que ela sabia do dog?


Wanda e Visão convencem as crianças de que elas somente podem ficar com o cachorro quando tiverem 10 anos. Chutem o que acontece em seguida… adivinharam? Aham, os dois pirralhos crescem POR CONTA PRÓPRIA e passam a ter 10 anos… e na frente de Agnes e dos pais!



Falando nisso, Agnes ficou “nem aí” com o fato, ao contrário de Wanda e Visão, bastante assustados. Ou seja, temos as crianças já com seus poderes dos quadrinhos em cena! E é a partir daí que a treta entre Wanda e Visão começa a ficar séria e eu, engasgando com a pipoca a cada cena.


No escritório de visão, uma das maiores bizarrices do episódio me fez gritar de susto. Uma mensagem de e-mail secreta, supostamente vinda de Darcy, faz Visão tremer na base falando da anomalia Maximoff e do comportamento estranho dos moradores de Westview. Na cabeça dele, talvez seja parte do segredo que Wanda vem escondendo dele.


E é quando Visão acessa a mente de Norm que ele descobre que está sendo controlado e está desesperado para sair dali (mais um “momento surto” do episódio). Visão faz ele voltar ao status quo, mas resolve procurar a esposa e bater de frente com ela. Preparem-se, porque a brincadeira vai ficar ainda mais séria a partir de agora!


Mais à frente, quando o cachorro (meticulosamente batizado de Faísca) some, Wanda e os filhos o procuram pelas vizinhanças. Então, de trás de uma moita, Agnes aparece com o cãozinho enrolado em um pano, morto (aí foi o momento snif do episódio). Billy e Tommy pedem à mãe para que ela “conserte as coisas”, que traga Faísca novamente à vida, mas ela reluta.


Então, eles ameaçam crescer novamente, mas a mãe diz que a tentação de fugir do sentimento da dor é poderosa… e ela sabe muito bem do que está falando. Afinal, ela própria já fez isso e as consequências não foram (e não estão sendo) nada boas. O mais estranho é que Agnes fica espantada quando ouve das crianças que Wanda pode trazer as coisas à vida.


E é justamente aí que mora outra dúvida: se ela tem ciência de tudo o que acontece e conhece bem Wanda, como ela não sabe desse poder de sua pupila? Imagino que, se Agnes fosse a tutora de Wanda, ela deveria ter uma noção disso ou, ao menos, não parecer tão espantada sobre o assunto. Mais uma pulga mordendo (ah, essas pulgas da Marvel!).


Sobre o Faísca: o cachorro pode ter sido apenas uma referência sobre a HQ do Visão, de 2016, na qual Visão cria uma família cibernética e um cachorro surge no pátio de sua casa. Ele desenterra um vilão chamado Ceifador (que já teve referências em episódios anteriores), leva um choque e depois morre. Então Visão pega o corpo dele e o transforma em um cachorro cibernético.


Só que a verdade pode ser outra muito mais macabra. Nos quadrinhos, Faísca morre após comer a Floreterna, uma espécie de planta com propriedades místicas (aqui no episódio, Agnes diz que ele comeu as azaléias que, na vida real, são bem tóxicas aos animais). Para você prever o futuro, é necessário que dê a flor a uma pessoa ou animal, ele coma e morra. Então, você precisa abrir o corpo, retirar a flor de dentro da vítima e comer a mesma flor. Com isso, você é capaz de prever o futuro.


Nos quadrinhos, Agnes conseguiu fazer esse ritual com seu gato Ébano, mas ele ainda não apareceu na série. Nesse caso, ou Agnes já fez o ritual e o gato nem será mencionado (ou será mencionado apenas mais no final) ou ela tentou matar Faísca para praticar o ritual com ele, mas foi impedido por Wanda e Visão.


E, se você reparou na cena em que a família Visão chega em casa, ele volta com a família com o terno, mas entra em casa sem o terno. Não sabemos se ele foi enterrar o cachorro nos fundos do quintal ou se tentará reconstruir Faísca ciberneticamente… é uma possibilidade interessante é uma referência bem bacana.



Quase no final, o pau quebra entre Wanda e Visão, que dá uma enquadrada na esposa ao falar sobre Norm e ela tenta desconversar. Quando os dois usaram seus poderes e ficaram cara a cara no ar, meus gritos até me assustaram. Não achei que essa treta já seria nesse episódio, mas foi bonita de se ver (ou não)!


O interessante é que Wanda, pela primeira vez, diz que não sabe como tudo começou e que não tem o controle sobre todas as pessoas, o que corrobora com a tese de Darcy, quando ela afirma que há outra onda de energia sobreposta. Ver Visão assustado e Wanda desesperada já seria um gancho incrível para o próximo episódio… mas o melhor ainda estava guardado para o final!


Se vocês acompanharam nossas Notícias da Semana, sabiam da confirmação do ator Evan Peters na série e das especulações sobre seu personagem. E, no momento mais conveniente possível para Wanda, quando as coisas poderiam ficar ainda piores entre ela e o marido, aconteceu o momento “acoooooooorda vizinhança!”.



Toc, toc. Quem é? Sou eu! Eu quem? E não é que o Mercúrio voltou do mundo dos mortos (será?!?)!? Pensa no pulo do sofá que eu dei e na cara de assombro de Wanda ao ver o irmão ali, parado em frente a ela, vivo. Mas que diabos o Mercúrio da Fox estava fazendo ali? Não deveria ser o Mercúrio do UCM? Ou era o Mercúrio de outra realidade? Mas… e se não for nenhum deles (como assim???)?


Explico: Evan Peters poderia estar interpretando, segundo algumas teorias, o vilão Pesadelo (ou Mephisto, talvez). Além disso, há quem diga que indícios do vilão estariam sendo apontados exatamente neste quinto episódio. Fica um pouco suspeito o ator aparecer exatamente no final do episódio em que Wanda e Visão brigam.


Pode ser apenas uma teoria ou pode mesmo ser Mercúrio. E aí fica a questão: se não é o Evan Peters a interpretar o vilão, quem é o ator? E qual é o vilão? Ou será mesmo que o marido de Agnes, Ralph, é o misterioso antagonista da série? Novamente, mais perguntas que respostas.


Trocando uma ideia aqui com meus neurônios, ficamos debatendo as constantes interrupções a cada vez que as ações ou que a realidade de Wanda é questionada por Visão ou outro personagem. Misteriosamente, sempre que isso acontece, alguém aparece para interromper. É como se houvesse uma força maior colocando obstáculos aos questionadores e fazendo com que Wanda fique cada vez mais imersa na própria fantasia.


E como ela mesma disse que não sabe como tudo começou, é meio óbvio que exista mesmo um vilão principal na trama, e não a própria Wanda sendo sua antagonista. O sentimento de desconfiança de Visão em relação a ela abriu mais uma brecha em seu coração, que pode vir a ser muito bem explorada pelo real inimigo da trama.


Para finalizar a resenha, não posso esquecer do comercial (único episódio sem comercial foi justamente o anterior). Se você lembra dos eventos de Capitão América: Guerra Civil, certamente se recorda da treta entre Wanda e Ossos Cruzados que rolou na cidade de Lagos, na Nigéria. E o resultado dessa luta é um dos maiores traumas dela.


Ao tentar impedir o vilão de matar Steve Rogers, ela o arremessa contra um prédio e, na explosão acidental, várias vidas são perdidas, incluindo 11 trabalhadores humanitários de Wakanda. Por conta disso, foi considerada culpada por várias pessoas, incluindo parte dos Vingadores e o pessoal do governo. Além disso, o fato foi o estopim para a criação do Tratado de Sokovia, que limitava a atuação de heróis.


Sentindo-se culpada por causa do sofrimento causado, o próprio comercial deixa clara a mensagem: “Lagos: Para quando você faz bagunça, não era de propósito.”. Se você ficou curioso sobre a palavra “Brand”, que aparece em destaque na propaganda, ela se refere à chefe da S.W.O.R.D. nos quadrinhos. Brand é uma personagem híbrida, ou seja, filha de uma mutante e de um extraterrestre (mais uma referência à chegada dos X-Men no UCM!).


Depois dessa resenha looooooooonga e cheia de informações, preciso resumir o episódio em uma palavra: INSANO! Teve ação, emoção, risos, lágrimas e muitos sustos, pulos do sofá e pipoca voando pela casa. Mas fiquem calmos e preparem o coração (cuidado com sua pressão arterial), porque estamos somente na pontinha do iceberg e ainda teremos muita pedrada pela frente!


Lembrando que a Disney optou por liberar um episódio por semana. Assim, teremos resenhas semanais de WandaVision aqui no site. Garanta seu Kit Relax (chá de camomila, aparelho de pressão e CD da Enya), porque você certamente precisará muito dele para os próximos episódios!