NoEDC.jpg
Buscar
  • Angers Moorse

WandaVision - Episódio 9 - Season Finale



Salve, salve, galera! Infelizmente, nada que é bom dura para sempre. Hoje, com um misto de tristeza e alegria, estamos na última resenha da série WandaVision. Sim, meus amores e amoras, foi a Season Finale de uma série que já deixou saudades… e muita expectativa no ar. Afinal, será que teremos uma 2ª temporada??? Sonhar não custa nada, né!?!


Sobre o episódio como um todo, o pessoal caprichou nas cenas… TODAS ficaram insanas! Cada mínimo detalhe foi novamente pensado com cuidado e carinho, o que faz com que tenhamos grande sensação de imersão dentro da história. Nos figurinos, cenários e ambientações dentro e fora da redoma, você consegue captar e sentir muito bem toda a atmosfera e tensão no ar. Em termos estéticos, é uma série quase que impecável!


Você, que leu resenhas de outras séries que já fizemos no site, pode até estranhar que não há maior detalhamento em quesitos de produção da série, como já fizemos em Tales From The Loop, por exemplo. Ali, por ser uma série com pouquíssima (ou quase nenhuma) ação de fato, havia bastante tempo para analisarmos cada detalhe de cenários, trilha sonora, maquiagem, iluminação e fotografia, por exemplo.


Aqui, por sua vez, a pegada é beeeeeeeeeeeeeem diferente, com muita ação, mistérios, tretas, teorias, pegadinhas, referências e easter-eggs o tempo todo! Se fosse para analisarmos, além disso tudo, a parte de produção em si e minuciar cada pequeno detalhe, nossas resenhas virariam praticamente TCCs. Feita essa breve explicação, vamos ao que interessa!


O último episódio pareceu mais como uma luta de MMA, com vários rounds rolando. No card principal das lutas, dois duelos pra lá de sinistros: Wanda vs. Agatha e Visão vs. Visão Branco. Sim, a arma secreta de Hayward chegou em Westview… e de forma épica! Quer saber o resultado final dessas lutas, então, “Ladies and Gentlemen, iiiiiiiiit’s tiiiiiiiime!”


Já de cara, o pau começa pegando entre Wanda e Agatha. Wanda consegue libertar os filhos e dar um cascudo brabo na bruxa. No contra-ataque, ela absorve a energia e manda uma porrada de esquerda em Wanda, além de jogar um carro contra a casa dela. Round 1 para Agatha.


Após a aparição do Visão Branco nas cenas pós-créditos do episódio anterior, ficou a dúvida se ele apareceria no final da série ou se apenas mais tarde é que ele surgiria. Bem, contrariando algumas apostas, ele já chegou na cidade, cheio de amor pra dar… será? Quando Wanda o vê, ele sugere que é mesmo seu amado, mas começa a esmagar a cabeça dela.



Para mim, isso ficou estranho e, ao mesmo tempo, compreensível. Tipo, se eu estivesse no lugar dela, teria achado estranho ele estar todo branco e sem a joia na testa. Mas não, ela acreditou que era mesmo seu grande amor, o que é compreensível por conta de todo o sofrimento dela e o desespero de o perder novamente. Quanto estamos próximos de perder alguém que amamos, também ficamos assim, logo, conseguimos compreender o porquê da não estranheza dela.


Óbvio que ela tomou um baita susto (e nós também) ao perceber que o Visão Branco queria ver ela morta. Mas, eis que chega seu oponente para a luta… e com a entrada mais colossal possível, socando e arremessando o VB (chamaremos assim o Visão Branco, para facilitar as coisas) para longe. Mano, que cena foda! Round 1 para Visão.


Em meio às duas lutas, descobrimos algumas coisas interessantes sobre Monica e Pietro. Ela acabou sendo capturada e mantida presa na casa de Ralph, o tão falado marido de Agnes. Achou estranho? Nós também. Mas teve uma explicação para isso, sobre a qual falaremos em breve.


Além das duas lutas principais, teve card preliminar também no último episódio, mas esse até que durou pouco. Quando Monica tenta escapar da casa, Pietro (ou Fietro) usa seus poderes para impedir a passagem dela… e ainda manda uma dedada nela a la Cavaleiros do Zodíaco, arremessando-a para longe. Foi insana essa cena! Round 1 para Pietro.


Pausa para outra luta do card preliminar, com direito à ajuda extra no final. A parceria entre Jimmy e Darcy contra Hayward e suas tropas foi bem interessante. Aqui, Hayward e Jimmy têm uma conversa ao pé do ouvido e, à primeira vista, parece que o diretor tem tudo sob controle. Mas o que ele não imaginava é que seu oponente tinha alguns truques escondidos.


Confiando que tudo sairia a seu contento, Hayward esqueceu-se da regra básica, que é a de nunca subestimar seus adversários. E não é que Jimmy deu uma de escapista e conseguiu se libertar e chamar reforços “Quânticos” (eeeepa, tem coisa aí!)? Quem são os amigos de Quântico que ele menciona e para quem ele ligou? Falaremos sobre isso mais à frente.


Enquanto isso, voltemos ao card principal. A luta entre Visão e VB remeteu às grandes lutas de Superman nos quadrinhos. Os dois voando e saindo na porrada foi algo mitológico! Até fiquei com vontade de ver um crossover entre Marvel e DC. Seria insano ver o Visão saindo no braço com Superman, concordam?


Por sua vez, Wanda fica mais perdida que cebola em salada de frutas e sai à caça de Agatha. Só que ela não esperava um ataque pelas costas… que bruxa sacana essa, hein!?! E aí começam algumas revelações bombásticas.



A primeira delas é de que o livro que vimos no porão da casa de Agatha no final do episódio 7 era mesmo o Darkhold, o Livro dos Condenados (yahoooooooo!!!). Além disso, Agatha diz à Wanda que há no livro um capítulo inteiro falando sobre ela (O QUÊ???). E vai além, diz que a Feiticeira Escarlate não nasce, mas que é forjada e que ela não necessita de coven ou encantamento. Resumindo, é a pica das galáxias!


Para pirarmos ainda mais, eis que ela solta uma referência ao Doutor Estranho (dei um pulo do sofá nessa hora!). Agatha afirma que os poderes da Feiticeira Escarlate são maiores que os do Mago Supremo… e olha que isso não é pouca coisa não! Depois de uma disputa verbal entre as duas, Agatha resolve usar golpe baixo contra Wanda.


Apesar de Wanda ter criado a realidade e alterado as vidas das pessoas para outros personagens, é Agatha quem os controla mentalmente. Lembra do episódio 5, quando visão destrava a mente de Norm e ele pede para que Visão “faça ela parar”? Fomos levados a crer que era Wanda quem os estava controlando mentalmente quando, na realidade, a culpada era Agnes… sempre ela!


Todo o povo de Westview é destravado e vai ao encontro de Wanda, pedindo para trocar seus papéis ou os deixar sair dali. Só fiquei pensando no tamanho da carga emocional que Wanda sentiu na hora. Ela nunca quis fazer mal a ninguém, mas também tinha sua parte de culpa na história. Round 2 para Agatha.


Voltamos para a luta Monica vs. Fietro. Enquanto vê o pau quebrando lá fora, ela vai fuçando em algumas coisas e descobre que, na verdade, Pietro é Ralph Bohner, o misterioso marido de Agnes (momento queixo ao solo). É rapaziada, parece que a Marvel nos trollou novamente! Em meio a tantas teorias e com geral apostando que ele era Mephisto, fomos traídos.


Lembra da caixinha de leite do episódio 7, aquela com a foto de uma criança desaparecida na embalagem? Pois bem, tenho uma teoria maluca sobre ela que trarei ao final da resenha e que pode ter alguma ligação com Ralph. Mas, voltando à peleia, Monica descobre que Pietro estava sendo controlado por Agatha o tempo todo através do colar em seu pescoço.



Ao tirar o colar dele, consegue destravar o controle mental. O que ela descobre depois disso com o verdadeiro Ralph é um mistério que não é explicado. Outra pergunta que fica: se não é o verdadeiro Mercúrio, como ele tinha os poderes? Será que era apenas por causa do colar ou tem mais mistério por aí? Luta encerrada, e temos o primeiro vencedor do episódio… ou melhor, uma vencedora: Monica ganha por nocaute no Round 2!


Enquanto isso, Wanda sofre com a pressão das pessoas ao seu redor, pedindo para que ela os liberte e dizendo que sentem a dor dela e que ela precisa seguir em frente. E, num acesso de descontrole, Wanda quase mata todos eles numa tacada só. Ela vê a merda que estava fazendo e volta atrás, mas não sem antes uma cutucada de Agatha nela.


Pausa para comentar uma cena anterior. Antes dessa cena ter acontecido, Tommy sente que há algo errado com a mãe e visualiza exatamente o descontrole da mãe contra as pessoas, além de ver o pai sofrendo um duro golpe do VB. Billy e o irmão, então, decidem ir até Wanda e a ajudar na luta. Esses dois moleques ainda serão muito importantes para o UCM, podem apostar nisso.


Depois de retomar seu controle e não matar as pessoas de Westview, Wanda ouve de Agatha que “heróis não torturam as pessoas”. Com essa frase, para mim, Agatha provou de uma vez por todas que será vilã no UCM, mesmo que ela venha a ser mentora da Feiticeira Escarlate. E a frase traz outra reflexão importante também: será que a Feiticeira Escarlate será mesmo a grande vilã de Doutor Estranho? Por favor, Marvel, não faça isso comigo! Por enquanto, Round 3 ganho novamente por Agatha.


Com Wanda usando sua magia para reverter a redoma, acaba prejudicando Visão, que sofre um ataque muito forte do VB e quase acaba sua jornada ali. E há outro agravante: ao abrir a redoma para liberar as pessoas, Wanda acaba colocando a vida dos filhos e do marido em risco, pois eles não podem existir sem a magia da redoma.


E é aí que Agatha dá o xeque-mate nela: ou salva as pessoas e perde Visão, Billy e Tommy ou salva eles e mantém as pessoas condenadas e presas em sua falsa realidade. Revendo a cena, chego a uma conclusão: podem falar o que quiserem, mas que Agatha é foda, isso ela é! Matou a pau nos dois últimos episódios, mesmo sendo uma vilã… amei ela! Para salvar a vida da família, Wanda decide fechar a redoma novamente, mantendo todo mundo preso lá dentro. Round 3 ganho de lavada por Agatha!


Monica Rambeau, não contente pela primeira vitória no card preliminar, ainda ajuda na vitória de Jimmy/Darcy contra Hayward e sua equipe. Enquanto rolam as tretas entre bruxas e sintozóides, Hayward entra com sua equipe dentro da redoma antes dela se fechar novamente e os meninos ficam responsáveis de dar um jeito nos militares. Rolou até uma cena de Billy que lembra a clássica cena do Mercúrio no filme da FOX, mas sem toda a magia dela.



Hayward, de saco cheio com tudo aquilo, resolve meter bala nas crianças, mas é impedido pela mais nova heroína do MCU, Espectro (ou Fóton). Ela se joga na frente dos tiros e usa seus poderes para fazer com que os projéteis atravessem seu corpo sem qualquer tipo de dano físico e caiam no chão logo após a saída. Ou seja, além de ver e sentir energia, Monica também pode se transformar em energia! Problemas com a CELESC essa mina não tem, com certeza!


E teve mais! Tommy consegue bloquear um dos projéteis que passaram usando sua energia de manipulação de objetos… moleque não é mole não! Ao ver que deu muito ruim, Hayward vaza dali, mas é nocauteado sem dó nem piedade por Darcy (Aaaaaah, essa coisa linda que eu adoro!). Assim, por nocaute técnico, temos a vitória de Jimmy, Darcy & Cia. contra Hayward e os militares!


Agora, pausa para uma reflexão filosófica e metafísica. Você já ouviu falar sobre a experiência mental do Paradoxo do Navio de Teseu? A experiência é simples: as tábuas podres do navio são trocadas até que não haja mais nenhuma tábua original. Quando não há mais nenhuma a ser trocada, o navio ainda é o Navio de Teseu?


Por outro lado, se essas mesmas tábuas podres retiradas são restauradas e o navio é remontado, sem qualquer parte podre, esse navio remontado ainda é o Navio de Teseu? A pergunta pode ser complexa, mas a resposta é simples: Sim e Não (WHAT?!?). Bugou? Calma, porque estamos aqui para ajudar.


Nenhum dos dois navios é o Navio de Teseu, pois o verdadeiro navio já não existe mais. Porém, ambos possuem ainda partes do navio original, o que os torna ambos o Navio de Teseu. Ou seja, Nenhum dos dois é Verdadeiro Visão, pois ele já está morto, mas ambos são o verdadeiro Visão, pois aquele criado por Wanda ainda tem a Joia da Mente (não me pergunte como isso aconteceu) e os sentimentos enquanto o VB tem o corpo sintético e todos os dados e memórias, embora bloqueadas.



Em uma cena épica e incrível, Visão consegue destravar as memórias do VB e ele vê todos os acontecimentos anteriores, desde sua criação até o envolvimento com Wanda e suas duas mortes por Thanos. Notem nessa cena a mudança dos olhos, saindo do padrão cibernético para um olhar humano… cara, confesso que eu chorei nessa cena! Foi linda demais!


Quando eles percebem isso, entendem que, ao mesmo tempo que não são o Visão original, possuem partes dele e isso os torna o verdadeiro Visão. Foi com base nisso que as teorias de que rolaria uma fusão entre eles ganharam força na internet. Até eu estava na torcida para isso acontecer, mas a luta foi encerrada após esse embate. Resultado? Indefinido. Na minha opinião, foi vitória do Visão, por W.O…. o problema é saber qual deles ganhou.


Com todas as outras lutas encerradas, vamos para a luta principal (e a mais dramática de todas). Garanto que você chorou, arrepiou e se emocionou com a sequência de cenas envolvendo Agatha e Wanda. Quando a bruxa tenta matar Visão, Monica, Tommy e Billy, eis que nossa feiticeira favorita chega e usa seu controle mental para levar Agatha para Salem novamente.


Se fosse qualquer outra pessoa, isso teria funcionado perfeitamente… mas ela foi tentar isso logo contra Agatha Harkness? Não deu boa não. Wanda é enganada e capturada pelas Bruxas de Salem, bem no estilão The Walking Dead. E, quando tudo parecia que ia dar ruim, Wanda pira novamente e leva Agatha para a realidade de Westview… e é aí que a porradaria come solta, para nossa alegria (ou desespero)! Round 4 vencido novamente por Agatha… tá tenso!


Na sequência, Wanda fica surtada e mete magia de todo jeito em Agatha. Cara, que sequência insana foi essa! Lembra muito a pegada da batalha entre Doutor Estranho e Thanos em Nidavellir (outra cena épica). Enquanto Wanda usa seu poder para lançar os feitiços, Agatha só vai recebendo os tapas, sem nem se importar. Pelo contrário, a ideia dela é esgotar toda a energia e sugar todos os poderes de Wanda mesmo.


Detalhe interessante é que quanto mais Wanda usa seus poderes, mais ela vai envelhecendo. Isso significa que, além de sugar os poderes de Wanda para si, Agatha também vai retirando toda a força vital de sua inimiga, para desespero de Monica, Visão e os filhos. Após minutos insanos, sofridos e intensos de batalha, Wanda passa toda sua magia à Agatha e meio que entrega os pontos. Game over para ela.


Senhoras e senhores, um minuto de silêncio. Nessa parte, eu já estava um caco de tão tenso e nervoso. A cena do Visão destravando as memórias do VB já foi intensa, mas ver ele e os filhos vendo a mãe se entregar à vilã daquela forma foi ainda mais cortante e dilaceradora. Bastava um único golpe para Agatha em sua exausta e derrotada adversária para encerrar a luta. E foi o que ela fez.



HA! PEGADINHA DO MALANDRO!!!


Achou que nossa diva morreria assim tão facilmente? Além de repetir a pose de Agatha minutos antes (ah, essa Wanda é minha feiticeira favorita!), ainda mostrou que aprende rápido. Lembram das runas no porão de Agatha? Pois bem, enquanto atacava a bruxa, Wanda errava propositalmente várias magias.


Na verdade, ela não estava errando, mas disparando várias magias propositalmente no hex para criar runas mágicas. Quando Agatha tenta dar seu último golpe em Wanda e acabar com ela de vez, ela percebe que algo errado não está certo (ih, deu ruim… faiô!). E eis que surge a cena pela qual todos nós estávamos esperando!


Lembram a visão de Wanda no episódio 8, dentro da base da HYDRA? Era a visão dela mesma como Feiticeira Escarlate, conforme teorizado por muitos fãs. E, para nossa gritaria, a visão tornou-se real, com Wanda revelando à Agatha que o motivo da magia da bruxa não ter funcionado eram as runas.


Enquanto Agatha pensava que Wanda estava errando e gastando suas magias à toa, na verdade ela estava errando (ou acertando) intencionalmente, criando um campo no qual somente Wanda pudesse usar magia… viram como ela aprende rapidinho? Garota esperta!


Nesse momento, uso a frase de Leandro Hassum para definir o pânico de Agatha ao ver a transformação de Wanda em Feiticeira Escarlate: “FUDEU DE VEZ!!!” Se eu já estava com algumas lágrimas escorrendo antes, agora foi para molhar o chão mesmo. Junto delas, o “momento gritaria” mais épico e assustador que a vizinhança escutou nas últimas semanas!


Que cena foi essa!?! Linda, maravilhosa, divina, épica, mitológica,... ,enfim, faltam adjetivos para qualificar tanto a cena quanto a Feiticeira Escarlate, divando em seu traje original dos quadrinhos e com direito a cabelão, carão e tiara de bruxa! Cara, foi muita perfeição numa cena só!


Wanda consegue recuperar toda a magia e ainda acho que ficou com um pouco da magia de Agatha. Não bastasse, ainda deixa a bruxa má de castigo em Westview, aprisionada dentro de Agnes novamente. Ainda fico com uma pulga atrás da orelha se Agatha realmente teve suas memórias bloqueadas ou se ela ainda tem ciência de tudo… porque a última frase que ela fala é, no mínimo, muito suspeita.



Provavelmente, veremos Agatha novamente em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, porque ficaram algumas pontas soltas a explicar sobre ela e a relação com a Feiticeira Escarlate. Para finalizarmos a UFC Marvel Night, quem ganhou a luta principal? “Ladies and gentlemen, we’ve got a winner!” Wanda/Feiticeira Escarlate, com um nocaute e uma virada sensacional no Round 5!


Bem, depois de tanta tensão, adrenalina, reflexões, revelações e pancadaria comendo solta, hora daquele “felizes para sempre”... ou será que não? Prepare-se para derramar suas últimas lágrimas na série… a Marvel acabou com os fãs com esse final.


Revertida toda a magia em Westview, os moradores são libertados e podem voltar às suas vidas normais, embora lembrem para sempre do que Wanda fez. E, enquanto o hex vai desaparecendo, Wanda, Visão, Tommy e Billy voltam para casa. O que mais corta o coração é saber que as crianças (a princípio) não tem noção nenhuma de que elas são fruto da magia da mãe.


Wanda e Visão colocam as crianças para dormir, sabendo que jamais terão a chance de se abraçar novamente. Para piorar meu estado emocional, Wanda vem com duas daquelas frases que cortam lá no fundo da alma. A primeira é quando ela fala aos filhos que “família é para sempre” e a segunda é quando ela diz “muito obrigada por me escolherem para ser a mãe de vocês”. Pô Marvel, por que você faz isso com a gente? Meu estoque de lenços acabou aí.


Mas ainda tinha mais algumas lágrimas restantes na despedida de Wanda e Visão. O que mais doeu foi quando ele pergunta à Wanda quem ele é e ela diz que ele é a parte da Joia da Mente que ainda vive nela (COMO ASSIM???). E mais, que ele é um emaranhado de fios, sangue e ossos criados por ela, que ele é, ao mesmo tempo, a tristeza e a esperança dela e, principalmente, o grande amor da vida dela (aí, me acabei de vez… pqp!). E o beijo e aquela lágrima rolando dos olhos de Visão então? Morri junto a ele nessa cena.


O legal da parte dele é que ele faz referências sobre quando era uma voz sem corpo (Jarvis), um corpo sem ser humano (quando foi criado por Ultron) e que agora era uma memória tornada real (criado por Wanda). Deixarei a última frase dele na cena para as referências e palpites.


E, para completar de vez a “sessão choradeira”, eles dizem um ao outro que já se despediram antes e que faz sentido dizer um “olá” outra vez. Marvel, pra que acabar com nossos corações dessa forma? Precisa ser tão forte assim??? Aos poucos, ele vai desaparecendo e a casa vai mudando, dando flashbacks de todas as versões da casa na série… mais uma cena épica, maravilhosa e mitológica.



Ao final, Wanda acaba no terreno deles, desolada e sozinha (e eu com cara de velório) e com Westview de volta ao normal. Eu não falei isso antes, mas sou obrigado a falar agora: deem um Oscar para a produção e direção musical da série porque o que eles fizeram nesse último episódio eu vi apenas em pouquíssimas obras cinematográficas! Como a trilha sonora fez toda a diferença para amplificar a carga dramática do episódio (CLAP! CLAP! CLAP!)!


Ao final, Wanda passa pelas pessoas em Westview que, podemos perceber, não estão nada contentes com ela. Um breve encontro com Monica Rambeau, que compreende exatamente o que Wanda sente, pois também perdeu alguém que amava muito (sua mãe, Maria). Após uma despedida sem mágoas ou ressentimentos, nossa diva assume seu novo manto de Feiticeira Escarlate e deixa Westview, toda linda e majestosa como uma heroína deve ser! E, assim, terminamos a série.


Então, vamos às referências, palpites e teorias. A primeira coisa que precisamos analisar é o Darkhold, o Livro dos Condenados. Na cena em que ele aparece ao lado de Agatha, vemos a imagem do demônio Chthon com a coroa da Feiticeira Escarlate, além de um formato hexagonal ao fundo.


Nos quadrinhos, a Feiticeira Escarlate já foi possuída por Chthon e, caso a Marvel opte por usar essa abordagem em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, é bem capaz dela iniciar como vilã (confirmando meu pior pesadelo) e terminar como heroína ao lado de Stephen Strange contra o capiroto… ou ainda continuar assim e ser a grande vilã da Fase 4 do UCM.


Pode ser só impressão minha, mas aquela criança que aparece na caixinha de leite do episódio 7 é Ralph Brunes, o Pietro disfarçado. Não sei o porquê, mas a fisionomia me remeteu imediatamente a ele. Se alguém tiver alguma explicação que justifique essa minha teoria, deixe nos comentários.


Mais uma dúvida que ficou no ar: o que é o Quantico, mencionado por Jimmy Woo? Quantico é, na verdade, uma cidade norte-americana situada no estado da Virgínia, na qual existem academias de formação dos agentes da FBI, Fuzileiros Navais da Marinha e da DEA. Nessas academias, já passaram nomes como Demolidor e Justiceiro. Será que serão personagens que chegarão em breve ao UCM e um deles é o reforço de Jimmy? Agora fiquei empolgado para ver Frank Castle chegando na parada!


Na cena do carro, Wanda acerta Agatha com o veículo pelas costas e o arremessa contra uma casa. Ao verificar, percebe que apenas as botas estavam no carro. Essa é uma referência direta ao filme O Mágico de Oz, quando a Bruxa Má do Oeste morre depois que Dorothy derruba uma casa nela, restando apenas suas botas.


Outras referências espalhadas ao longo do episódio são aos filmes Blade Runner - O Caçador de Andróides (letreiro no cinema), Os Incríveis (família Visão reunida na luta), Cliff (agente da S.H.I.E.L.D. mencionado por Jimmy e que está envolvido diretamente com tretas alienígenas) e X-Men (cena do Mercúrio da FOX, aqui realizada por Billy, incluindo boné, óculos escuros e tudo o mais).


Um detalhe interessante que pode ter passado despercebido é que, apesar da casa mudar a cada episódio, o número da residência de Wanda e Visão em Westview é sempre o mesmo, 2800. Em tese, esse número pode significar realidade criada por Wanda dentro do MCU e traga a ideia de expansão do Multiverso, uma vez que essa Terra-2800 não existe nos quadrinhos.


Para finalizarmos, nem todas as teorias que chutamos estavam erradas, apenas não foram mostradas na série. Uma delas foi “mais ou menos” confirmada pelo diretor Matt Shakman em entrevista ao podcast de Kevin Smith. Na entrevista, o diretor diz que uma cena filmada foi cortada do último episódio e que mostraria algo bem sinistro.


A cena em questão traria Monica Rambeau, Darcy, Ralph Bohner e Billy e Tommy tentando invadir o porão de Agatha Harkness. A intenção do grupo era a de roubar o Darkhold, mas teríamos a revelação de que o coelho Sr. Scratchy seria um demônio e que ele tentaria impedir que o livro de feitiços fosse roubado. E aí, será que era Mephisto, Pesadelo ou o próprio Chthon??? Talvez, jamais saberemos a verdade… espero que alguém entregue o jogo logo.


Não posso finalizar sem destacar os incríveis atores e atrizes que fizeram parte do elenco. Monica Rambeau (Teyonah Parris), Darcy (Kat Dennings), Pietro/Ralph Bohner (Evan Peters), Billy (Julian Hilliard), Tommy (Jett Klyne), Agnes/Agatha Harkness (Kathryn Hahn), Jimmy Woo (Randall Park), Sharon Davis (Debra Jo Rupp), Josh Stamberg (Tyler Hayward), Norm (Asif Ali), Herb (David Payton), Phil (David Lengel), o carteiro Dennis (Amos Glick), Agente Rodriguez (Selena Anduze) e a voz de Ultron (James Spader). Sem esses nomes, a série não seria a mesma coisa.


Por último (mas de fundamental importância), a parceria mais que perfeita entre Elizabeth Olsen (Wanda/Feiticeira Escarlate) e Paul Bettany (Visão/Visão Branco). Os dois tiveram uma química maravilhosa, seja nos momentos cômicos, seja nos momentos dramáticos. De coração, espero que essa parceria possa acontecer nas vindouras obras do UCM… seria muito triste se eles não se encontrarem nunca mais (snif, snif, snif!).


Com isso, chegamos ao final de uma das séries mais surpreendentes e incríveis dos últimos tempos. WandaVision não somente cumpriu o que prometeu, mas deixou aquele gostinho de “quero mais”. Agora, o esquema é lançar a #wandavisionseason2… compartilhem, galera!


Wait a minute, please!


Desse vez, não foi apenas uma, mas sim DUAS CENAS PÓS-CRÉDITOS! A primeira delas começa com Jimmy e Monica arrumando a bagunça em Westview. Darcy não aparece, mas é mencionada (quero mais dela daqui pra frente, Marvel!).



Alguém chama Monica para o cinema, pois uma agente está à espera dela. Quando Monica chega, a agente revela-se como um Skrull (QUÊ???), amiga de um amigo de Maria Rambeau, que diz estar esperando por ela “lá em cima”! De duas possibilidades, uma delas vai acontecer de certeza: ou é a Capitã Marvel ou é Nick Fury. Minha aposta? Nick Fury, por conta das vindouras séries dele e Invasão Secreta.


Talvez, esta seja a grande saga das próximas fases da Marvel e estejam escondendo o jogo… só nos resta aguardar. Agora, se aparecer Norman Osborn em alguma futura cena pós-créditos de filme ou série, aí pode cravar que a próxima saga será mesmo Invasão Secreta! Meu nível de hype após essa cena? ESTRATOSFÉRICO!!!


Já a segunda cena traz Wanda isolada em um lugar longínquo e montanhoso, semelhante ao que Thanos fez ao final de Vingadores: Guerra Infinita. Sozinha, desolada e com agasalho e tomando seu café (tadinha!), Wanda tenta conviver com seu luto. Mas, o que vimos na sequência da cena, deixou todo mundo de cabelos em pé (até mesmo quem é careca).



Em um quarto, vemos a Feiticeira Escarlate manipulando e estudando o Darkhold, usando o mesmo método de projeção astral usado por Doutor Estranho. E mais, ela ouve em certo momento a voz dos filhos Tommy e Billy pedindo socorro.


Será que a Marvel pretende transformar a Feiticeira Escarlate na próxima grande vilã do UCM? Por favor, Marvel, não faz isso com a gente, não! Ela não pode ser vilã… amamos ela! Tudo será definido e explicado em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, com a possível volta de Agatha Harkness, a aparição de Pesadelo, Mephisto ou Shuma-Gorath ou, quem sabe, até mesmo Chthon.


Só sei que o próximo filme do Mago Supremo será, no mínimo, insano, épico e mitológico, e que o pau vai quebrar de vez. Se tem um filme que promete muito, esse filme é justamente o de Doutor Estranho que, em tese, será responsável justamente pelo fechamento da Fase 4. E que abram-se as portas do Multiverso da Loucura no UCM!


Resumo da ópera (no nosso caso, da série): a Marvel e o ator Paul Bettany deram aquela trollada em nós! A empresa porque gerou aquele hype danado e fez com que criássemos várias teorias que, ao final da série, não se concretizaram (aparições de Mephisto, Pesadelo e Doutor Estranho, por exemplo) e o ator porque nos fez ter esperanças de vermos algum personagem de peso no final da série mas que, na verdade, era ele falando de contracenar com ele mesmo… aí é golpe baixo!


WandaVision foi uma série 99,99% impecável, com um ou outro mínimo detalhe que poderia ter sido diferente (coisa de fã mesmo e cada um tem sua opinião). Mas, no geral, ela foi impressionante, alegre, tensa e emocionante. Todas as áreas técnicas brilharam e fizeram com que tudo ficasse praticamente perfeito e bem fiel aos quadrinhos.


E mais, uma série que trouxe uma temática muito pertinente, ainda mais nos nossos dias, que é a forma como lidamos com a perda de alguém que amamos. Toda a questão do luto, da raiva, da depressão e de como podemos nos tornar pessoas perigosas sem querer.


Valeu à pena toda a espera pela Fase 4, pois ela já iniciou com tudo! E tem mais a partir do dia 19 de março, com a estreia de Falcão e O Soldado Invernal. Estaremos acompanhando e resenhando todos os episódios. Fiquem conosco porque aqui tem diversão, emoção e ação garantida!