NoEDC.jpg
Buscar
  • Gisele Alvares Gonçalves

Zoey’s Extraordinary Playlist – S2E4



Olá, extraordinários… Tudo bem com vocês? Mais um episódio da nossa série preferida, e apesar de termos visto cenas bem interessantes, ainda não notamos o desenvolvimento que esperávamos. Os sonhos da Zoey ficaram esquecidos, e nunca vamos saber com certeza seus significados (o que, de certa forma, dá uma charmosa margem ao mistério), e alguns personagens que chegaram cheios de promessas nesta temporada, aparentemente se foram para sempre. Ou não? E aí, será que o George volta? Bom, eu tenho uma teoria. Tendo sido o Leif que realizou aquela apuração sobre a produtividade de sua equipe, eu não estranharia nem um pouco que ele tivesse mexido uns pauzinhos para empurrar o novato para a rua, livrando o Tobin e ele mesmo deste perigo. Se isso efetivamente aconteceu, logo a Zoey vai estar descobrindo a este respeito, e o George vai poder voltar à trama. O efeito colateral é que o Leif, ou o Tobin, ou os dois, serão demitidos.


Pra falar a verdade, se a gente for analisar friamente a situação da trama, este efeito colateral não é nem um pouco negativo. Calma, não joguem as pedras em mim ainda! Acontece que estes dois personagens não estão brilhando mais, não estão sendo desenvolvidos, levando a crer que eles não tem mais nada a colaborar com o seguimento do enredo. Sendo assim, seria interessante ter um episódio completo trabalhando a partida dos personagens da série... Ao menos isso seria mais proveitoso do que tê-los jogados em cenas aleatórias que não dizem nada sobre eles. Bom, esta é a minha opinião. E vocês, o que pensam a este respeito?


Outra coisa que está me incomodando um pouco é o descaso com que estão tratando a vida amorosa do Mo. O relacionamento dele com o Eddie foi trabalhado intensamente na primeira temporada, com direito a várias músicas muito lindas! E agora… Nada. Ok, eles terminaram, mas eu esperava ver, ao menos, uma música de despedida deste ship, pois acho que a série nos devia isto. Seja você um shipper ou não, há de concordar comigo que este término foi um pouco rápido e sem dramaticidade, e isto nunca é bom para nenhum enredo.


É, gente… O barquinho de Mo e Eddie afundou de vez, porém temos um novo navio cruzando o oceano Atlântico da série, que é Maggie e Roger. Eu sabia, gente! Eu sabia! Cara, estou muito ansiosa para ver onde esse ship vai chegar, e estou torcendo para que eles fiquem juntos até o final da temporada. Ok, Maggie e Mitch era fofo, mas era tudo tão trágico e obscuro! Maggie e Roger é tão luminoso e entusiasmante, e por que não dizer sexy? Afinal nem só os jovens podem aproveitar este outro lado da vida. Eu entendo quando a personagem disse que foi bom se sentir desejada novamente, e quero muito que ela aproveite as chances que a vida está lhe dando. Só sinto que, com tudo o que está acontecendo, a Zoey não vai levar nada de boas o fato da mãe ter encontrado um namorado por aí.


Pois é, talvez aconteça com a Zoey o mesmo que aconteceu com o Simon na primeira temporada, quando a mãe dele disse que iria se casar com um outro cara, e talvez seja o próprio Simon que ajude a Zoey a superar os seus preconceitos e julgamentos. De uma certa forma, ia ser um encerramento de ciclo, mas por outro lado seria um tanto repetitivo e maçante. Sinceramente? Espero que eu esteja errada em minhas previsões, e se estiver certa, que ao menos os roteiristas encontrem uma forma nova de lidar com uma velha fórmula de sucesso da série.


Falando em Simon… Outro personagem que está apagado, que parece simplesmente estar jogado na série. Ele aparece em algumas cenas e até canta, mas seu trabalho emocional chegou a um fim. Até mesmo nas cenas em que ele conversa com a Zoey, tentando ajudá-la em relação ao luto, estão um pouco morna, sem dramaticidade, e um tantinho repetitivas. Apesar de suas falas serem muito bem escritas, ainda falta um quê que realmente nos deixe interessados no que ele está dizendo.



E quanto ao ship entre Zoey e Simon… Outro barco que afundou. Duvido muito que os roteiristas voltem a trabalhar estes dois personagens como um casal, o que tira metade do propósito do Simon na série. No entanto, creio que essa nova personagem, a Tatiana Morris, possa se tornar um par romântico do nosso marketeiro preferido. Ou talvez ela se torne um par romântico do Mo (sei lá, captei umas vibes).


Quanto à Jenna… Gente, estou amando a personagem! Adoro a interação entre ela e a Maggie, e adoraria vê-la cantar mais. Quero saber quem é essa japa que já chegou arrebatando o meu coração, quero saber cada recantinho de sua alma de menina maluquinha! Espero que a série não me desaponte neste departamento, porque realmente espero grandes plots para esta personagem.


Agora, vamos falar do ship da vez! Desculpa para quem achou que era Max e Zoey, porque não é… Estou falando, é claro, de Max e Mo. Gente, a química entre eles é inegável, e eles até já estão tendo brigas melhores fundamentada do que o Max tinha com a sua amiga ruiva. Sendo o Max um egoísta inegável, ele combina muito melhor com alguém que o ponha na linha, que fale umas verdades e não o deixe tomar conta do parquinho. Tenho a impressão que, com o Mo, ele pode crescer muito como pessoa, e como namorado também, e pode aprender verdadeiramente a ver a necessidade do outro, mesmo quando o seu ego está tentando dominar tudo e todos. Aliás, como seria o nome desse ship? Mox? Gostei do som da palavra!



Falando em Mo… Olha, eu sempre elogiei tanto esta série por sempre ser coerente em relação à personalidade dos personagens, mas neste episódio eles erraram muito, muito feio. Sério, fiquei muito irritada com a pisada na bola dos roteiristas! Ou eles já se esqueceram que, em um episódio maravilhoso da primeira temporada, eles fizeram o Mo ser evangélico? Porque eu não me esqueci! E se tem uma coisa que nenhum evangélico acredita é espíritos, e se tem uma coisa que nenhum evangélico pratica é superstição. Se tivessem levado à risca este detalhe sobre a personalidade do Mo, ele nem acreditaria em maldições, em primeiro lugar! No máximo rezaria antes da abertura do restaurante, entregando o lugar nas mãos de Deus. Não, eu não sou evangélica, antes que perguntem, mas isto não me impede de conhecer a crença e desejar que os roteiristas construam personagens coerentes que professem esta fé. Estou verdadeiramente furiosa com esse escorregão da série, querendo me encontrar pessoalmente com os produtores pra apontar dedos e dizer algumas palavras bem feias a eles!


Bom, mas vamos voltar para o núcleo familiar da série… Dessa vez discutindo sobre David e Emily. Olha, eu não sei vocês, mas eu achei meio egoísta da parte do homem querer abandonar o trabalho e deixar a Emily sozinha pra pagar as contas da casa. Ele estragou os planos dos dois, e pra que? Eu entendo que trabalhar é duro, e entendo que ele queira passar mais tempo com o filho, mas a Emily é a mãe e também não vai poder estar 24h com a cria! Por que ele tem direito de ter férias prolongadas e ela não? Porque, no fundo, ninguém gosta mesmo de trabalhar, a gente só arruma emprego porque tem que pagar as contas da casa, e porque quer comprar coisas legais e que vão nos dar prazer. Ele, como pai de família e responsável por seu filho, mais do que nunca deveria trabalhar para poder se aposentar com um bom salário um dia, para dar mais segurança financeira para o rebento. Os dois têm essa responsabilidade, pai e mãe, e é muito injusto da parte do David botar essa responsabilidade toda sobre o ombro da mulher. Se eu fosse ela, mandaria ele catar coquinho e voltar para o trabalho, dando no máximo o direito dele mandar currículo para outros lugares, se ele estava tão insatisfeito no atual emprego.


Por fim, chegamos ao ponto mais interessante do episódio… Aiden. Gente, quem é o Max na fila do pão, quando se tem o Simon E o Aidan disputando a vaga? Cara, eu já me apaixonei pelo homem só de ver ele, com aqueles cabelos longos, tocando com a banda na garagem. Eu já falei para vocês que sempre fui maria xampu? Pois é, meus amores, banda de garagem é o meu signo do zodíaco. Estou ansiosa para ver mais dele, e descobrir se o cara efetivamente vai se tornar o novo ponto no triângulo amoroso da Zoey. Sinceramente? Estou torcendo para que seja, e se der já começo a shippar eles agora mesmo!


E aí, galera, o que acharam do episódio? Estão curiosos pra saber se o Aiden vai conseguir roubar o coração da Zoey, como roubou o meu? Deixem as suas opiniões nos comentários, estou ansiosa para conversar com vocês! De resto, deixo um beijo e um queijo pra vocês, e uma vontade imensa de que possamos nos encontrar em outras resenhas. Até a próxima!