NoEDC.jpg
Buscar
  • Gisele Alvares Gonçalves

Zoey's Extraordinary Playlist - S2E8


E aí, extraordinários… Tudo bem com vocês? Mais um episódio incrível, fazendo meu hype pela série aumentar novamente, com um tema bastante delicado para mim. Vocês acreditam que, uma noite antes de ver o episódio, eu havia tido mais um pesadelo com o meu aniversário? E quando acordei, conversei com meu marido, expressando toda minha frustração sobre estar fazendo 30 anos e não ter com quem comemorar, visto que não tenho amigos. Que louco, né? E a Zoey fez a mesma idade que eu vou fazer! É muita coincidência. Ainda assim, mesmo que o meu aniversário seja um evento traumático e solitário para mim, ainda é importante pensar sobre o tema e trabalhá-lo em meu coração. Esse episódio de Zoey ajudou bastante.


Enfim, vamos deixar os temas tristes de lado e conversar sobre o que interessa: os homens de Zoey, a começar do Max. Vou confessar que não me entusiasmo com as cenas entre ele e a Rose, mas acredito que este seja o melhor par para o Max no momento, ou ao menos o que parece ter minimamente mais química com ele. Gostei muito da dança sexy que eles fizeram, a coreografia ficou muito legal e os dois cantam pra caramba. Já a cena entre o Max e a Zoey me deu muito ódio dele, na boa! A mulher estava querendo esclarecer as coisas entre eles, para que juntos pudessem decidir o melhor caminho a seguir, e o cara simplesmente se recusou a conversar e saiu da casa dela como um babaca faria, depois de gritar sem motivo, apenas porque ela não disse o que ele queria ouvir! Se havia alguém que não estava agindo com maturidade, esse alguém era o Max. Se a ruivinha quisesse reatar com ele não teria problema em ter uma conversa matura, não é mesmo? Mas já que ela simplesmente queria ser honesta sobre estar gostando de outra pessoa, de repente o papo pareceu azedo demais para ele, e como uma criança mimada ele vai embora antes de ouvir que não vai poder ficar com o brinquedo. Parabéns, Max, você destruiu o resquício de respeito que eu possuía por você.


Resumindo, o Max não soube lidar bem com a situação, de novo, e jogou toda a culpa na Zoey, que aceitou essa culpa e quis até mesmo cancelar a festa de aniversário… O que apenas me deu mais raiva ainda do Max. Aí, é claro, o Simon mostra de novo que é o homem que o Max não consegue ser, e faz uma surpresa em homenagem da Zoey, com a intenção de fazê-la se sentir amada, com a vibe tão focada na felicidade dela que acaba convencendo-a a reestabelecer a festa de aniversário. Fala sério, é um homão ou não é, galera? Eu quero um desses pra mim. Mentira, eu já tenho um.



Bom, já falamos do Max e do Simon, falta o Aiden. Confesso que a música que ele tocou no aniversário da Zoey grudou no meu cérebro, foi boa demais! Além disso ele é gatinho e tal, mas não rola, né gente? O cara tem uma vibe adolescente que simplesmente não combina com a nossa ruivinha. Espero que ele continue aparecendo, no entanto… Adorei acompanhar a fossa do personagem, e espero que surjam mais músicas bonitas dessa friendzone em que ele está!


Mudando de saco pra mala agora, preciso falar de um casal que se pronunciou pela primeira vez na festa da Zoey e que me deixou em polvorosa: Tobin e McKenzie. Gente, berro! A parte em que eles cantaram Kiss Me foi incrível, fofa e só me deixou com gostinho de quero mais. Ansiosa pelos próximos episódios, pra ver essa relação se desenvolver. Gente, agora é real e oficial, Tokenzie vai acontecer!


Em relação a Perry e Mo, bem… Confesso que não me empolguei tanto. Sei lá, não bateu o feeling aqui no peito, mas não odeio os dois. Para mim, eles estão no mesmo patamar que Rose e Max, ou seja, a melhor opção por enquanto, mas nem de perto poderão se enquadrar entre meus ships preferidos. Quase como David e Emily... Sem be que, caramba! Eu amo essa mulher, Eu acho ela tão linda e fofa, não tem como não amar a personagem e a atriz. Aliás, vocês já repararam que só tem mulher bonita nessa série? Para mim, no entanto, a Zoey e a Emily saem em disparada em relação às outras, cada uma com suas adoráveis diferenças que as fazem tão especiais.



Enfim, eu basicamente gostei de todo o episódio, e sinto que a série finalmente entrou nos trilhos novamente. As músicas foram muito boas, em especial a última, que o Simon cantou para a Zoey… Meu Jesus, que ar de mistério old school incrível! Além disso, temos novamente a Maggie no papel em que ela mais brilha, que é resgatando a morte do Mitch e trazendo um tom mais cinzento/dramático para o episódio, sem contar na superação do luto. Não, não foi um episódio dez estrelas, faltou momentos mais intensos para isto, porém acredito que mereça no mínimo uma nota oito, visto que foi um episódio consistente e bastante interessante, além de dar gancho para histórias que realmente queremos ver em tela (como Zoey e Simon).


E vocês, o que acharam? Estão torcendo também pelo novo namoro da protagonista, ou estão tristes pelo término dela com o Max? Acreditam que os produtores ainda estão apostando neles como endgame, ou pensam que eles acabaram por mudar de ideia? Deixem aí abaixo nos comentários o que vocês estão pensando, estou ansiosa para conversar com vocês! No momento, no entanto, deixo um beijo e um queijo para vocês, e uma vontade imensa de que possamos nos encontrar na semana que vem. Até a próxima!